Jardins

Jardins sem rega e resistentes à seca

 

A seca sempre foi considerada uma limitação para os jardins. Todos nós fomos influenciados pelo modelo de jardim de clima temperado, no qual uma série de arbustos perenes e exuberantes envolvem um relvado perfeito. Todos os meses, as revistas de jardinagem fazem-nos sonhar com jardins fantásticos, geralmente no Norte da Europa.

Vemos lindas fotografias em livros de jardinagem que promovem uma imagem de cenas rústicas, onde rosas e clematites crescem entrelaçadas. No entanto, em áreas com clima mediterrânico, estas condições ideais são um sonho que dificilmente poderá ser atingido.

Condições dos climas mediterrânicos

Em vez de uma luz suave, temos um sol intenso e forte; em vez de um solo rico, temos um solo seco e pedregoso. Quanto mais seco for o clima, mais difícil parece ser conseguir fazer um jardim.

É como se estivéssemos envolvidos numa incessante batalha contra um ambiente hostil. No entanto, os climas secos oferecem extraordinárias possibilidades de jardinagem.

Jardim de arbustos

A beleza dos jardins ingleses

Paradoxalmente, graças a uma longa tradição de paixão pela jardinagem e pela pesquisa botânica, é na Inglaterra que se acumulam as maiores coleções de plantas resistentes à seca.

Estas plantas são cuidadas com zelo, como se fossem raridades preciosas, cultivadas em jardins de pedra para garantir a drenagem perfeita. Às vezes, cultivadas sob vidro para que se consigam proteger de um excesso de humidade no inverno.

Os amantes de jardins visitam o famoso jardim da Royal Horticultural Society em Wisley, no Sul de Londres, para admirar um sofisticado jardim de rochas recriado numa zona coberta com vidro.

Neste jardim, alguns dos tesouros incluem plantas nas quais muitas vezes ninguém repara e que aparecem espontaneamente em muitas regiões mediterrânicas. São bons exemplos o Rhodanthemum, que se vê à beira das estradas em Marrocos, e o Erodium, que aparece um pouco por todo o lado na Grécia, ou a Sideritis, na Turquia.

Enquanto os cultivadores ingleses se orgulham das suas coleções de plantas para as condições de seca, os jardineiros mais ao sul regam desesperadamente os seus relvados. No entanto, não conseguem nada além de uma imitação medíocre de um jardim inglês.

Prado de flores selvagens

Plantas que não precisam de rega

Em vez de ser a seca, muitas vezes é o uso equivocado da rega que limita a variedade de plantas nos jardins mediterrânicos.

Muitas plantas de climas secos são de facto fáceis de cultivar se respeitarmos as condições do seu habitat nativo: sem rega no verão a não ser que chova. Já que estas se tornam extremamente caprichosas assim que tentamos regá-las no verão.

São exemplo disso os Cistus do garrigue, os Ceanothus que cobrem as encostas da Califórnia ou as alcaparras que cobrem as falésias sicilianas. Estas plantas simplesmente não toleram a combinação de calor e humidade. Sujeitar estas plantas a serem regadas durante nossos verões escaldantes geralmente mata-as.

Veja o vídeo Plantas Xerófitas, para poupar água no jardim

 

Prado no inverno

Não regue um jardim mediterrânico

Se regar o seu jardim durante o tempo quente, nunca poderá cultivar toda a gama de plantas adaptadas ao clima mediterrânico. A bela Salvia candelabrum não será mais do que uma fantasia, o magnífico Fremontodendron coberto de flores douradas não terá uma oportunidade.

Não se preocupe nem mesmo em sonhar com o vibrante azul da Lithodora fruticosa ou com as flores suaves e sedosas da Ebenus cretica. A rega irá matá-las com tanta certeza quanto uma poderosa dose de herbicida. Os sistemas de rega automáticos são uma das piores invenções do jardineiro mediterrânico moderno.

Podem pensar que lhe está a facilitar a vida, mas não. Na verdade tudo o que está a fazer é limitar o leque de plantas que podem sobreviver no seu jardim. Sem querer, ao regar o jardim está a contribuir para reduzir a diversidade de plantas nativas. Os jardins ficam mais monótonos e iguais em todo o lado.

Em todas as regiões, os jardins acabam por ficar muito parecidos, perdendo a identidade individual que está ligada às suas condições particulares de clima e solo.

Combinação de flores

O que acontece se parar de regar?

As plantas que precisam de água morrerão, uma após a outra. Então, o que será deixado? Toda a gente teme a ideia de um jardim de aparência miserável, onde os limites dos caminhos ficam empoeirados e contêm apenas algumas plantas espinhosas e arbustos raquíticos.

Arbustos com folhagem verde

Sentimos instintivamente que a água traz ambientes luxuriantes e diversificados e que a secura restringe as possibilidades de jardinagem.

No entanto, a verdade é exatamente o oposto. A maioria dos jardineiros não sabe que a flora natural das regiões do clima mediterrâneo é muito mais rica do que a das regiões temperadas.

Veja o vídeo Plantas Xerófitas, para poupar água no jardim

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar