Manutenção Geral

5 truques caseiros para o seu jardim

Com estes truques vai conseguir solucionar algumas das situações mais complicadas bem como potenciar o seu jardim nesta e outras épocas do ano. E o melhor de tudo é que vai poder fazê-lo apenas com o que tem em casa, sem recorrer ter inseticidas naturais (se se tratarem de pragas) ou a outros produtos de compra. Leia abaixo todas as dicas.

1- Vespas

As vespas são terrivelmente gulosas e adoram açúcar, mel, marmelada e outras delícias que pode utilizar como armadilha. Encha um recipiente de borda estreita com uma solução de água e um ingrediente doce e coloque ao alcance destes insetos. Depois de entrarem já não conseguem sair.

2- Lesmas e caracóis

Lesmas e caracóis adoram cerveja, uma armadilha extremamente eficaz para os caçar. Enterre rente ao solo um recipiente com cerveja e deixe-o junto das plantas durante a noite, quando estão mais ativos. Depois de entrarem já não conseguem sair.

3- Lacraias

As lacraias gostam de palha, sobretudo durante o dia porque não suportam a luz do Sol. Se colocar um recipiente cheio de palha, invertido sobre um pau cravado no solo, consegue caçar algumas. Pode levá-las para um local onde não molestem as plantas.

4- Adube com borras de chá

Não desperdice as borras depois de desfrutar das infusões porque algumas plantas, especialmente as de substrato ácido, como camélias ou azáleas, também desfrutam dos seus benefícios. Pode utilizar as borras como adubo, sem abusar, porque as plantas podem ficar intoxicadas.

Uma pequena porção aplicada em cada estação é suficiente para fertilizar um vaso de tamanho médio.

Espalhe as borras sobre o substrato ou misture com a terra. Também pode usar as borras na horta ou no jardim, embora nestes casos seja mais difícil controlar a quantidade.

5- Urtigas para facilitar o enraizamento

Mais natural que as hormonas de enraizamento, mais económico e igualmente eficaz é a calda de urtigas fermentadas, muito fácil de preparar. Encha um balde com urtigas, frescas ou secas, sem apertar, junte água limpa até ficarem cobertas e deixe repousar a mistura ao Sol. Após alguns dias, o caldo fica acastanhado e depois de uma semana exalará odor a estrume e terá desaparecido a espuma própria da fermentação.

Convém remexer uma vez por dia para facilitar o processo. No final da preparação, introduza a extremidade das estacas no caldo e plante em substrato de qualidade.

Fotos: Pixabay

Gostou deste artigo? Siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest e subscreva o nosso canal no Youtube

Poderá Também Gostar