Pragas e Doenças

Aprenda a reconhecer os perigos do jardim: Parte I

Conheça as pragas e doenças mais frequentes, os danos que causam no jardim e as medidas para as combater. Vamos publicar 3 artigos com dez tipos de pragas diferentes, para ler no blog da jardins. Esta é a primeira parte.

 

 

Aranhiço vermelho

1- Aranhiço vermelho, surge com o calor

O que faz· Chupa a seiva e provoca o aborto dos rebentos, as flores não abrem e a planta perde folhas e flores. Surge com o calor em forma de teias de aranha e picadas.

As vítimas· Ligustros, arces, camélias, cravos-túnicos, hortênsias e adelfas.

Solução· Hidrate as plantas com rega por aspersão e difusão. Elimine as daninhas. Plante espécies afugentadores como alhos ou rabanetes.

 

Armilaria

2 – Armilaria, cuidado com a poda

O que faz· Murcha as partes aéreas, apodrece as raízes e provoca o aparecimento de um micélio esbranquiçado na casca.

As vítimas· Coníferas, oliveiras, videiras, fruteiras em geral, arbustos, ornamentais e trepadeiras.

Solução· Não permita que a água da rega molhe o talo da planta. Vigie a drenagem, faça regas ligeiras e cure bem as feridas da poda com pasta cicatrizante.

 

Vespa serradora

3- Vespa serradora: evite adubo em excesso

O que faz· Detecta-se pelas mordidelas regulares e simétricas. Os ambientes secos e o excesso de adubo favorecem o seu aparecimento. Surge na Primavera e ataca até meados do Outono.

As vítimas· Espécies ornamentais e arbustos lenhosos como roseiras e evónimos, entre outras.

Solução· Aplique produto anti-insectos do solo. Reparta o produto em redor da planta atacada, completando a defesa com insecticidas sistémicos.

 

Botritis

4 – Botritis: atenção aos charcos

O que faz· Ataca todas as partes das plantas. Faz-se notar pelas manchas grisalhas aveludadas ou com verrugas. Surge nos maciços ou canteiros húmidos, encharcados e mal ventilados.

As vítimas· Begónia, ciclamen, morangueiro, pessegueiro, macieira e pereira, entre outras.

Solução· Não regue em excesso. Promova correntes de ar. Cubra o solo com palha, folhas secas ou casca de pinho. Elimine e queime as partes afectadas sem estragar as restantes.

Caracóis

Veja o vídeo no canal de YouTube da Jardins: Aprenda a combater pragas e doenças das suas plantas

 

5- Caracóis: atenção a zonas húmidas e quentes

O que faz· Devoram folhas e rebentos das plantas durante a noite. Atacam em ambientes quentes e húmidos.

As vítimas· Ligustro, dália, hosta, jacinto, laranjeira, pimento, tomate e videira, entre outras.

Solução· Pode enterrar um pequeno frasco de vidro cheio de água, cerveja ou folhas de alface, plantar cravos-túnicos ou aplicar serradura seca ou areia áspera em redor das plantas

 

Clorose

6 – Clorose: surge em terrenos argilosos

O que faz· Os terrenos argilosos e pobres retêm a água em excesso e bloqueiam os nutrientes. O resultado é o aparecimento de amarelecimento nas folhas.

As vítimas· Calêndula, loureiro e miosótis, entre outras.

Solução· Corrija a textura do solo aplicando ferro. Aplique também matéria orgânica como estrume, misturando a primeira capa de terra (25-30 cm) para melhorar o solo.

Cochonilha

7 – Cochonilha: em ambientes quentes e secos

O que faz· Absorve a seiva e debilita a planta. Provoca graves deformações e a queda das folhas. Segrega um melaço que atrai formigas e o fungo negrilha. As folhas atacadas têm aspecto brilhante e pegajoso.

As vítimas· Arce, cedro, hera, roseiras e citrinos.

Solução· Mondas regulares e retirar as daninhas. Coloque as plantas em local fresco e iluminado. Evite locais secos ou falta de humidade. Aplique água com sabão com uma esponja.

 

Cochonilha

8 – Cochonilha algodonosa: mantenha a frescura

O que faz· Produz uma secreção algodonosa e provoca graves danos ao absorver a seiva da planta. Produz deformações, perca de cor nos rebentos jovens, buracos na folhagem e queda das folhas.

As vítimas· Arce, cedro, hera e citrinos, entre outras.

Solução· Mondas regulares. Retire a parte afectada e elimine as daninhas. Escolha um local fresco e iluminado para colocar a planta.

Fotos: Thinkstock

Leia também: CONTROLAR PRAGAS E DOENÇAS EM VARANDAS E TERRAÇOS

 

Gostou deste artigo? Siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest e subscreva o nosso canal no Youtube.

Poderá Também Gostar