Renovos: os exemplares de difícil enraizamento

Renovos: os exemplares de difícil enraizamento

Com o renovo é possível forçar um ramo a produzir raízes antes de o separar da planta mãe. É fácil e não requer nenhum controlo enquanto se formam as raízes.

A melhor época

Pode ser no Outono ou o início da Primavera quando o solo está em boas condições para o cultivo. As espécies trepadoras são aptas para o renovo por excelência mas também respondem bem muitos arbustos que resultam difíceis de enraizar a partir de estacas e algumas vivazes e espécies de interior.

Para ter sucesso

O ramo a dobrar deve ser vigoroso, de crescimento rápido e fácil regeneração. Nalguns casos, convém podar a planta original antes da operação. Neste caso, basta reduzir a altura dos ramos até ao nível do solo. O terreno que rodeia a planta também requer preparação para facilitar o desenvolvimento das raízes, de forma a reter bem a água e deve possuir boas condições de arejamento e drenagem até 30 cm de profundidade.

Ramo e solo devem receber luz solar porque o calor aumenta a produção de raízes. Escolha rebentos que não tenham mais de dois anos e comprimento superior a 60/90 cm, com desenvolvimento horizontal e junto ao solo. Evite os rebentos delgados e os “ladrões” grossos.

Precauções

Restrinja a actividade nutricional e hormonal nos tecidos do ramo do renovo porque deste depende a formação de um bom sistema radicular. Em geral, pode conseguir isso sem problemas dobrando o ramo
em ângulo recto mas nas plantas que enraízam com dificuldade deve cortar um pedaço da casca com uma navalha.

Primeiros cuidados

Mantenha sempre húmido o solo do renovo, sobretudo nos períodos secos e livre de daninhas. três ou quatro semanas depois da emissão de raízes corte a parte superior para estimular o estabelecimento das mesmas. A seguir, plante num vaso ou no exterior para prosseguir o desenvolvimento normal. Se ainda não se encontrarem bem desenvolvidas, deixe mais um ano para estabelecer bem antes do transplante. A maioria demora um ano, por isso não tenha pressa.

Estas plantas não falham:

Rododendro

As estacas são difíceis para os híbridos pelo que se impõe o renovo para conseguir mais rododendros. Enterre um ramo a 5 cm depois de fazer um corte na parte enterrada. Pode separar o renovo dois anos depois.

Rododendro

Magnólia

Quer o renovo simples na Primavera com um ramo baixo quer o aéreo, praticado no Outono sobre um rebento erguido com um ou dois anos, são propagações efectivas com este elegante e perfumado arbusto.

Magnólia

Alecrim

Como boa erva, é fácil conseguir enraizar os rebentos que crescem junto ao solo. Como? Mantenha a planta na vertical relativamente ao solo.


Camélia

O renovo simples é favorável para multiplicar com rebentos com até 12 mm de diâmetro. Espere dois anos para separar o renovo.


Hera

Os ramos desta trepadeira enraízam de forma natural se crescem sobre a terra. A única coisa que tem a fazer é levantar um enraizado, cortar em pedaços e plantar individualmente.

 

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar