DIY

Vídeo: Como Reenvasar uma Cymbidium

As orquídeas Cymbidium reenvasam-se a cada dois/três anos ou quando o vaso fica demasiado cheio de pseudobolbos.

Como os Cymbidium são plantas epífitas ou semi-terrestres, estas orquídeas são cultivadas num substrato constituído por fibra de coco e casca de pinheiro média (2-3 cm) de modo a que este seja poroso, drene bem a água de rega e não acumule água em demasia, o que iria apodrecer as raízes e matar a planta.

Utilizam-se vasos só um pouco maiores para a plantar ter espaço para crescer e desenvolver novos pseudobolbos durante os próximos 2 anos.

Os reenvasamentos fazem-se sempre na primavera e a seguir à floração.

Material necessário:

  • 1 Cymbidium sem flor;
  • 1 Vaso de plástico ou barro de 25cm;
  • Substrato orquídeas Floragard;
  • Adubo granulado orquídeas KB;
  • Adubo liquido orquídeas KB;
  • Casca de pinheiro;
  • Tesoura de bicos finos para orquídeas;

Vamos ver como se faz

Reenvasar uma orquídea passo-a-passo:

  • Passo 1 – Tirar a orquídea do vaso antigo;
  • Passo 2 – Observar e limpar a planta e as raízes se necessário;
  • Passo 3 – Colocação um dedo de casca de pinheiro (ou leca) no fundo do vaso;
  • Passo 4 – Colocação da planta orientada de modo à parte nova da planta ficar virada para a área mais espaçosa do vaso.
  • Passo 5 – Colocar adubo granulado de libertação controlada junto ao substrato;
  • Passo 6 – Encher bem o vaso com substrato até a planta ficar fixa no vaso (sem abanar);
  • Passo 7 – Regar e colocar no exterior o ano todo.

Conselhos de cultivo

  1. É uma planta que no nosso país se cultiva no exterior num local sem sol direto ou com sol só durante as primeiras horas da manhã ou as últimas horas da tarde;
  2. No final do verão coloca-se num local fresco para estimular a floração;
  3. Deve ser regada uma ou duas vezes por semana, depende das temperaturas;
  4. Deve adubar-se quinzenalmente com adubo liquido para orquídeas diluído na água da rega, especialmente durante o período de floração.

Leia também: As dúvidas mais frequentes sobre Cymbidium

Gostou deste artigo? Siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest e subscreva o nosso canal no Youtube.

Poderá Também Gostar