Jardins

Como fazer um rock garden

Finalmente, decidiu fazer um rock garden? Tem uma zona incómoda e não sabe como a aproveitar? Ou um solo pedregoso, muito pouco propício para a maioria das plantas do viveiro? Com as ideias seguintes, o seu primeiro rock garden será um êxito!

4 Exemplos fáceis de executar

Pode construir o rock garden mesmo no local mais pequeno do jardim, desde que aberto e soleado, como gosta a maioria das plantas. Ao desenhar o rock garden, evite as formas geométricas. Quanto mais natural melhor é o resultado, inclusive na escolha da pedra, que deve ser da própria região.

O primeiro passo para a construção é assegurar boa drenagem do solo, objectivo que se atinge misturando terra com areia muito grossa ou gravilha e turfa ou composto em partes iguais. Sobre esta base, já pode colocar as pedras e as diferentes espécies vegetais que vão dar cor e forma ao seu rock garden. Aqui ficam algumas ideias fáceis para construir o primeiro jardim de pedras.

1- Utiliza anuais

A maioria das espécies de rock garden são vivazes e praticamente todas alpinas. pode combinar com alpinas arbustos anões e sobretudo Coníferas que não alcancem grande desenvolvimento. Mas estas normas não são rígidas. Necessitam muita rega e as flores murchas devem ser retiradas.

2- Mais plantas nos taludes suaves

À medida que o desnível do talude vai ficando mais suave, as pedras são menos necessárias, o que permite deixar livre superfícies de plantação maiores, com zonas de terra mais profundas. No rock garden que acompanha esta suave escada de dois degraus, apenas foram usadas duas pedras grandes e algumas mais pequenas para simular o curso da água.

3- Rock Garden e água: a união perfeita

O brilho da água num jardim de pedras tem um efeito quase único. tenha em conta que a natureza dos cursos de água se encontra revestida por pedras impermeáveis que permitem o seu fluído. Deve selar bem as juntas com silicone e plantar espécies adequadas a ambientes húmidos, como as hostas da imagem. Para que o conjunto não pareça descuidado, procure manter as silhuetas dos arbustos perfeitamente recortadas.

4- Forme um caminho

As fissuras que se encontram entre as rochas podem ser aproveitadas para delinear caminhos. Repare bem na imagem e no efeito conseguido seguindo este conceito. se preferir, para conseguir efeitos mais naturais, em vez de plantar faça sementeiras nas fissuras, escolhendo variedades de plantas de pouco tamanho e que germinem facilmente.

7 Plantas que se adaptam

Por norma, os jardins de pedras são plantados com alpinas. Porque crescem de forma natural em solos pedregosos e montanhosos e por não alcançarem grande desenvolvimento. No entanto, também existem espécies anãs que, sem prosperarem de forma natural em solos com boa drenagem, podem ser cultivadas no rock garden com misturas apropriadas.

Existe uma ampla gama de flores para escolher. As que florescem apenas na primavera, embora o ideal seja incluir algumas estivais ou outonais para que o local tenha interesse durante a maior parte do ano. Existem bolbosas pequenas muito decorativas, assim como Coníferas que não ultrapassam 1,5 m de altura. As que aqui mostramos são bonitas e fáceis de adaptar.

1- Cotoneáster: Grande cobertor

Um dos melhores arbustos para cobrir solos é o Cotoneaster dammeri. Os ramos densos rasteiros enchem-se de flores brancas no verão e bagas vermelhas no inverno. É muito resistente e aguenta quer o sol quer a sombra.

2- Heléboro: Odeia o vento

Com um pouco de sombra e solo fresco e rico, o heléboro negro (Helleborus niger) é feliz. Com estas premissas é capaz de oferecer flores pendulares em forma de taça. Depois de plantado, não mova o exemplar e em zonas frias proteja do vento.

3- Picea branca: Lenta mas segura

A Picea glauca ou picea branca cresce lentamente e tem forma densa cónica. Plante na primavera em terra húmida, fértil e aparentemente ácida. Melhore o solo do rock garden juntando terra vegetal e substrato.

Saxifraga grisebachii

4- Saxifraga: A mais madrugadora

A Saxifraga grisebachii é uma espécie de rock garden precoce na floração. Desde que não esteja exposta a sol forte, solta as suas flores púrpura que se abrem sobre uma almofada de folhas carnosas. Não é afetada pela secura do solo.

5- Cerastio: Muito invasor

Rasteira, compacta e muito invasora. Assim é o cerastio tormentoso (Cerastium tormentosum), com folhas aveludadas com um atractivo cinzento prateado muito semelhante às rochas. Dá pequenas flores brancas sobre os bonitos e ramificados ramos no final da primavera ou início do verão. É natural que no rock garden prejudique outras plantas dado o seu carácter invasor mas pode conter a planta com cortes pontuais.

6- Aurinia: Manto de ouro

A Aurinia saxatillis cobre-se de flores amarelas a partir de meados da primavera, desde que esteja sol. O solo deve ter boa drenagem. Depois da floração, faça um bom corte para manter a planta compacta.

Sempervivum tectorum

7- Sempervivum: Nas alturas

As Sempervivum tectorum cresce com frequência nos telhados, formando folhas em forma de roseta. plante em solo cascalhoso, bem drenado e ao solo, no outono ou primavera. Tolera condições ligeiramente secas mas deve ser protegida da humidade invernal e das aves.

4 Trabalhos de manutenção

Para manter impecável o jardim de pedras é necessário retirar as daninhas uma vez por semana entre a primavera e o outono. Com uma capa superficial de gravilha ou pedras de rio junto das plantas, consegue reduzir o número de infestantes. Apesar de não serem, por natureza, espécies ávidas de nutrientes, as alpinas e outras plantas de rock garden devem ser alimentadas periodicamente. Alimente as plantas no início do crescimento e regue quando o solo se encontra seco. Sempre que necessitar repor uma planta, mude também o substrato. Saiba aqui quais as principais tarefas de manutenção do jardim de pedras.

1- Renove a cobertura

Depois de retirar as daninhas, recorra a uma cobertura de gravilha para atrasar o seu regresso. Periodicamente, renove esta capa. As regas, juntamente com a chuva e o vento arrastam o material vegetal formando clareiras pouco estéticas.

2- Areje e descompacte a terra

A terra para evitar que a água das regas fique estancada na superfície compactando a terra, utilize uma forquilha de mão para arejar o solo em redor das plantas. Evite tocar nas raízes.

3- Elimine o material estragado

Corte periodicamente as plantas para conservarem o aspecto natural e compacto e para que fiquem restringidas ao seu espaço. Faça a operação na primavera, passado o risco de geadas. Elimine o crescimento estragado até à parte saudável.

4- Reduza a expansão

Com o passar do tempo, é fácil algumas plantas apropriarem-se de zonas destinadas a outros cultivos. Podem, inclusive, prejudicar as companheiras menos vigorosas. Sempre que isso suceder, retire essas plantas do solo e reduza o seu tamanho.

Foto: GettyImages

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar