Plantas Ornamentais

Hippeastrum, um bolbo com flor no inverno

Hippeastrum

Os Hippeastrum são plantas bolbosas que em muitos lares se encontram floridas nos meses mais ‘tristes’ de inverno. Pela forma estrelada das flores e pelas suas cores em tons de vermelho, rosa, laranja, verde e branco, fazem parte das decorações natalícias em muitos países incluindo em Portugal.

Os Hippeastrum são originários das regiões tropicais e subtropicais da América do Sul, desde o México e Caraíbas, a norte, até à Argentina. Os bolbos medem entre 5 e 12 cm de diâmetro e produzem entre 2 a 7 folhas de comprimentos que variam entre os 30 e 90 cm. Quando se planta um bolbo, na maior parte das vezes este começa por florir e, só depois das flores secarem, é que as folhas começam a aparecer. Assim, poucos dias após a plantação, o bolbo começa a desenvolver na zona apical uma haste floral que pode chegar aos 75 cm de altura. Quando atingem tamanhos consideráveis, é conveniente colocar um tutor para manter a haste direita e evitar que tombe ou se parta. A haste floral pode ter entre 2,5 e 5 cm de diâmetro mas é oca por dentro.

O número de flores é muito variável mas o mais comum nos Hippeastrum que encontramos no mercado, híbridos provenientes da Holanda, é obtermos entre duas a cinco flores por haste. A maioria dos bolbos dá só uma haste mas com alguma frequência crescem uma ou mais hastes após a primeira ter secado. Tudo depende da forma como foi plantado o bolbo e os cuidados que temos com o seu crescimento.

A escolha do bolbo é importante pois quanto maior e mais forte for o bolbo, melhor será a floração. O bolbo deverá estar inteiro, com a escama exterior (ou túnica) intacta e com a parte superior, onde vão nascer as flores e folhas, em boas condições. Os bolbos podem ser plantados em canteiros, em vasos ou podem ainda ser forçados em recipientes de vidro simplesmente com água. Se colocarmos em canteiros no exterior deverão ser plantados deixando a parte superior fora da terra.

Plantar em vasos

Deve escolher vasos pequenos, com um diâmetro com 2 cm entre o bolbo e a borda do vaso. É importante que sejam vasos altos podendo ser de plástico ou de barro desde que tenham furos de drenagem na base. O substrato deve ter boa qualidade. Podemos escolher um substrato universal e fazer uma mistura com gravilha de 5-7 mm na proporção de duas partes de substrato para uma de areão. Adiciona-se também fertilizante em granulado nas quantidades indicadas na embalagem. Os bolbos podem ser plantados individualmente ou em grupos conforme o nosso gosto. Devem ficar pouco enterrados. Há quem enterre metade dos bolbos e quem prefira deixar 2 terços do bolbo fora do vaso. Não encha o vaso de substrato e coloque o bolbo no topo. Depois de plantado, se colocarmos o vaso ao nível dos olhos, devemos ver somente a ponta do bolbo.

Depois de plantado, coloque o Hippeastrum num local iluminado e com temperaturas rondando os 21ºC. Nestas condições, os bolbos florescem entre 6 a 8 semanas. No início rega-se menos mas assim que a haste floral e/ou as folhas se começam a desenvolver, aumenta-se a frequência das regas. Logo no início se utiliza na água de rega um fertilizante liquido para plantas com flor. Nunca se deixa o substrato secar completamente mas devemos evitar o excesso de água que pode levar ao apodrecimento do bolbo. Quando a haste floral se começa a desenvolver rapidamente deve rodar o vaso para a haste se manter na posição vertical. Se não o fizermos esta tem tendência a inclinar-se na direção da luz. Para evitar que tombe com o peso das flores é aconselhável a colocação de um tutor.

Assim que as flores iniciam o seu desenvolvimento e começam a abrir pode prolongar a sua duração mudando o vaso para um local mais frio (temperaturas entre os 1518 ºC). As flores podem ser usadas como flor de corte para colocar em jarras. Nesse caso, para as hastes maiores, podemos colocar um tutor no interior oco da haste para a manter na vertical.

Os bolbos de Hippeastrum não gostam de ser mudados e muitas vezes, de uns anos para os outros retira-se somente algum substrato da parte de cima do vaso e substitui-se por substrato novo. Se plantados no jardim, deve ter atenção em fertilizar com frequência e em proteger as plantas dos ataques dos caracóis e lesmas que podem causar grandes estragos, tanto nos bolbos como nas folhas e nas flores. Se procura uma planta fácil e vistosa para dar cor à sua casa durante os meses de inverno, escolha o Hippeastrum. O sucesso é garantido.

Hippeastrum e Amarílis

Existe alguma confusão com o nome desta planta que muitas vezes é identificada como Amaryllis. O nome correto é Hippeastrum mas pertencem ambas à família botânica Amaryllidaceae. Os Hippeastrum são originários da América do Sul e os Amaryllis têm a sua origem na África do Sul.

Fotos: Pixabay

Gostou deste artigo? Subscreva o nosso canal no Youtube e siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest.

Poderá Também Gostar