Tarefas da Semana

Tarefas da semana: 10 a 16 de janeiro

Mais uma semana com temperaturas muito baixas, não se esqueça de proteger as culturas mais sensíveis ao frio, pode colocar uma camada de casca de pinheiro, palha ou estilha de madeira ou mesmo colocar uma manta térmica.

Os dias 10 e 11 são os ideais para semear ou plantar folhas

Couve-flor

A couve-flor é uma planta que produz uma cabeça que consiste em botões florais mal desenvolvidos. As cultivares com cabeças brancas são as mais comuns, mas há cultivares com cabeças cor de laranja, roxas e verdes.

Normalmente são couves mais difíceis de cultivar do que as outras, pois são menos tolerantes às condições extremas de temperatura, falta de água e deficiências nutritivas do solo.

Condições de cultivo

Uma hortícola de clima frio ou ameno, ideal para o inverno. A temperatura ideal de cultivo é 15ºC- 20ºC. Precisa de muitas horas de luz por dia e algumas horas de sol direto. Gosta de solos bem drenados, férteis, ricos em matéria orgânica, pH entre 6-7. Necessitam de uma fertilização com boro para se desenvolver em boas condições.

Como semear e plantar

Devem ser semeadas em tabuleiro, vasos ou floreiras, e só devem ser plantadas em local definitivo quando têm 4 a 6 folhas definitivas.

A distancia entre linhas deve ser 60-75 cm.

Manutenção 

Necessita de regas regulares de forma a que o solo fique sempre húmido, sem estar encharcado. Devem ser mondadas as infestantes para não haver concorrência com a couve-flor.

Colheita

Devem ser colhidas 60-280 dias após a sementeira. Devem ser colhidas quando estão firmes e com uma aparência compacta. Para colher, corte o caule de forma a manter algumas folhas (que também são comestíveis e deliciosas) pois estão a ajudar a proteger a cabeça da couve.

Propriedades e benefícios da couve-flor

Ricas em Vitamina C, Manganês, Vitaminas B5, B6, Vitamina K, antioxidantes e fitoquímicos. São muito nutritivas, baixas em calorias, ricas em fibras, contribuem para um intestino mais saudável. Tem propriedades anti-inflamatórias, desintoxicantes, é ainda uma fonte de colina, uma vitamina importante no desenvolvimento do cérebro.

Os dias 12 e 13 são os ideais para semear ou plantar frutos

Favas

As favas como leguminosas que são devem fazer parte da nossa alimentação. Esta é uma excelente altura para as semear, garantindo que as tem cedo, são muito fáceis de cultivar e produzem em bastante quantidade, durante um longo período de tempo. 

Condições de cultivo

Necessita um solo com pH entre 7,3-8. Prefere solos pouco fertilizados e tolera alguma salinidade. É muito resistente ao frio e não tolera o calor. 

Como semear

Semeie diretamente no terreno, faça linhas afastadas 30-40 cm umas das outras e semeie duas ou três favas em cada cova, deixe um espaçamento de 20 cm entre plantas. Necessita regas regulares, principalmente no período da floração. 

Propriedades e benefícios das favas

São muitos os benefícios do seu consumo para a saúde. São ricas em proteínas, fibras e vitamina C que é um poderoso antioxidante. São também uma excelente fonte de ácido fólico e manganês, o que é excelente para o coração, sistema imunitário e síntese de glóbulos vermelhos. Combate a depressão, pois são ricas em dopamina, uma aminoácido que melhora o humor.

Os dias 14 e 15 são os melhores para plantar e semear raízes

Espargos

Existem quatro variedades diferentes de espargos:

Espargos verdes

São a variedade mais comum no mercado e caracterizam-se pelo sabor tenro e suculento. A esta categoria pertencem os espargos selvagens, que podem ser colhidos no campo em determinadas épocas e que são de um sabor inconfundível, sabem mesmo a natureza.

Espargos brancos

Mais delicados e adocicados, são da mesma origem dos espargos verdes, só que são cultivados debaixo da terra, de modo a impedir o desenvolvimento da clorofila, criando assim a sua coloração branca.

Encontramos estes espargos brancos em conserva; também se podem comprar frescos, no entanto o preço é elevado, pois a sua produção é mais trabalhosa e exaustiva.

Espargos violetas/verdes

Este tipo de espargos apresenta uma mistura de cores entre o violeta e o verde e distinguem-se pela produção de rebentos carnudos que proporcionam um sabor fresco, agradável e exclusivo.

Espargos violetas

Esta variedade de espargos é mais pequena (normalmente apenas 2 a 3 centímetros de altura) e apresenta um sabor mais doce e intenso. A cor violeta deve-se à ação das antocianinas, que alteram a cor das plantas e têm a função de as proteger contra a luz ultravioleta dos raios solares.

Pode comprar sementes, mas a melhor maneira para os cultivar é comprar o que normalmente se conhece como “garras”, um conjunto de raízes de onde depois brotarão os rebentos.

Condições de cultivo

Para plantar espargos corretamente na horta, deve seguir os seguintes passos:

Selecionar um local que não tenha ervas daninhas, pois a existência destas pode sufocar o crescimento dos espargos.

Como plantar

Abrir uma cova de 30 cm de profundidade e 40 cm de largura, o comprimento deve ser de 2 m se quiser plantar três ou quatro plantas, ou mais longo, se quiser aproveitar uma margem da horta ou do jardim e ter uma grande produção.

No fundo da cova, espalhe uma camada de composto e coloque por cima, perfeitamente estendidas, as garras dos espargos.

A seguir deve cobrir com uma camada de estrume bem curtido, desta vez com 20 cm, e acabe de encher com uma camada de mulching. O solo ideal deve ser bem drenado e ter uma boa percentagem de areia. O espargo prefere climas temperados e suaves.

Como e quando fazer a colheita

A colheita só se deve fazer no terceiro ano da cultura, na primavera, quando os rebentos estiverem jovens e com pouca fibra, se os deixarmos amadurecer, endurecem, ficam amargos e começam a espigar.

Os rebentos devem ser colhidos com 18-25 cm de comprimento. Quando começarem a ficar finos, a colheita deve parar, para não ocorrer exaustão radicular, que pode causar a morte da planta.

Propriedades e benefícios dos espargos

São ricos em fibra, vitamina C, vitaminas B1 e B2, vitamina E, ácido fólico, fósforo, cálcio, magnésio, ferro, zinco e potássio e são utilizados em dietas de emagrecimento, são baixos em calorias e não têm gordura, nem colesterol. São uma planta perene da família Liliáceas e, apesar de existirem mais de 300 variedades, apenas 20 são comestíveis.

O dia 16 é o melhor para semear e plantar flores

Goivos

17 a 23 de fevereiro
Goivos

Há plantas tradicionalmente usadas nos jardins portugueses desde sempre, os goivos são uma delas. É uma flor herbácea anual muito usada nos jardins portugueses desde sempre, tem umas flores muito aromáticas e de variadas cores – branco, rosa e púrpura estão em flor na primavera e no verão.

Condições de cultivo

Gostamde zonas com muito e de solos bem drenados, não toleram o encharcamento. Resistem a longos períodos de seca. É uma planta muito rústica que resiste ao frio.

É muito utilizada não nos jardins em bordaduras floridas, em vasos e floreiras. 

Como semear

Pode semear agora em estufa ou. O interior, só deve passar para o exterior na primavera, quando as temperaturas estiverem mais amenas e as plantas já tiverem 3 a 4 folhas verdadeiras.

Propriedades medicinais dos goivos

As flores de goivo são comestíveis, sendo utilizadas em saladas ou sobremesas. As sementes possuem propriedades medicinais (diuréticas, estimulantes, expetorantes, tónicas). Espécie sensível ao pulgão e ao oídio.

Gostou deste artigo?
Então leia a nossa Revista, subscreva o canal da Jardins no Youtube, e siga-nos no Facebook, Instagram e Pinterest.


Poderá Também Gostar