Tarefas da Semana

Tarefas da semana: 29 de dezembro a 4 de janeiro

Esta semana em que entra o novo ano é excelente para fazer algumas tarefas no jardim, na horta, na varanda ou terraço.

Tem chovido muito, o que significa que o solo por vezes pode estar demasiado encharcado para fazer algumas plantações. Aproveite e vá fazendo as sementeiras em tabuleiros ou vasos, para não se atrasar para a primavera.

O dia 29 é o melhor dia para plantar e semear raízes

Espargos

Segundo o nosso especialista José Arantes, existem quatro variedades diferentes de espargos:

Espargos verdes

São a variedade mais comum no mercado e caracterizam-se pelo sabor tenro e suculento.

A esta categoria pertencem os espargos selvagens, que podem ser colhidos no campo em determinadas épocas e que são de um sabor inconfundível, sabem mesmo a natureza.

Espargos brancos

Mais delicados e adocicados, são da mesma origem dos espargos verdes, só que são cultivados debaixo da terra, de modo a impedir o desenvolvimento da clorofila, criando assim a sua coloração branca.

Encontramos estes espargos brancos em conserva; também se podem comprar frescos, no entanto o preço é elevado, pois a sua produção é mais trabalhosa e exaustiva.

Espargos violetas/verdes

Este tipo de espargos apresenta uma mistura de cores entre o violeta e o verde e distinguem-se pela produção de rebentos carnudos que proporcionam um sabor fresco, agradável e exclusivo.

Espargos violetas

Esta variedade de espargos é mais pequena (normalmente apenas 2 a 3 centímetros de altura) e apresenta um sabor mais doce e intenso.

A cor violeta deve-se à ação das antocianinas, que alteram a cor das plantas e têm a função de as proteger contra a luz ultravioleta dos raios solares.

Pode comprar sementes, mas a melhor maneira para os cultivar é comprar o que normalmente se conhece como “garras”, um conjunto de raízes de onde depois brotarão os rebentos.

Como cultivar

Para plantar espargos corretamente na horta, deve seguir os seguintes passos:

Seleccionar um local que não tenha ervas daninhas, pois a existência destas pode sufocar o crescimento dos espargos.

Abrir uma cova de 30 cm de profundidade e 40 cm de largura, o comprimento deve ser de 2 m se quiser plantar três ou quatro plantas, ou mais longo, se quiser aproveitar uma margem da horta ou do jardim e ter uma grande produção.

No fundo da cova, espalhe uma camada de composto e coloque por cima, perfeitamente estendidas, as garras dos espargos.

A seguir deve cobrir com uma camada de estrume bem curtido, desta vez com 20 cm, e acabe de encher com uma camada de mulching. O solo ideal deve ser bem drenado e ter uma boa percentagem de areia. O espargo prefere climas temperados e suaves.

Como e quando fazer a colheita

A colheita só se deve fazer no terceiro ano da cultura, na primavera, quando os rebentos estiverem jovens e com pouca fibra, se os deixarmos amadurecer, endurecem, ficam amargos e começam a espigar.

Os rebentos devem ser colhidos com 18-25 cm de comprimento. Quando começarem a ficar finos, a colheita deve parar, para não ocorrer exaustão radicular, que pode causar a morte da planta.

Propriedades e benefícios dos espargos

São ricos em fibra, vitamina C, vitaminas B1 e B2, vitamina E, ácido fólico, fósforo, cálcio, magnésio, ferro, zinco e potássio e são utilizados em dietas de emagrecimento, são baixos em calorias e não têm gordura, nem colesterol.

São uma planta perene da família das Liliáceas e, apesar de existirem mais de 300 variedades, apenas 20 são comestíveis.

No dia 1 pode semear ou plantar flores

Ervilhas-de-cheiro

Pode semear já uma das minhas flores favoritas desde sempre e que todos os anos semeio em vários vasos e depois fico radiante quando nasce e principalmente quando entra em floração.

O aroma das ervilhas-de-cheiro, transporta-me para a infância, para o jardim dos meus pais e da minha avó onde nunca podiam faltar, de várias cores, com o aroma mais doce e delicioso que para mim cheira a tardes e noites quentes de primavera e verão.

Como cultivar

Deve semear já em local definitivo, no jardim, nos canteiros e até em vaso e floreiras. É uma planta trepadeira, pelo que quando começar a crescer deve ser conduzida com tutores, junto a paredes, gradeamentos, etc.

Não é exigente em termos de qualidade de substrato, mas não aguenta solos encharcados. Gosta de zonas com bastante sol.

Os dias 2, 3 e 4 são os ideais para semear e plantar folhas

Mizuna

A mizuna é uma planta muito utilizada no Japão. As folhas mais jovens podem ser consumidas cruas em saladas e as outras folhas normalmente são consumidas cozidas ou refogadas, têm um travo ligeiramente picante.

Como cultivar

É uma planta  muito resistente que pode ser cultivada em várias condições climáticas, suportando bem tanto baixas temperaturas de inverno quanto altas temperaturas de verão.

No entanto, plantas cultivadas em clima quente geralmente tem um período de vida mais curto e produzem folhas de pior qualidade. Em regiões de clima frio, é cultivada no inverno com uma cobertura de proteção.

Podem ser cultivadas em sol direto ou meia sombra, mas como muita luz. Em regiões de clima quente ou se cultivada durante o verão, evite que a planta fique exposta diretamente ao sol durante as horas mais quentes do dia.

Podem ser semeadas em local definitivo da horta ou em sementeiras em tabuleiros, sendo transplantadas quando plantas tiverem pelo menos duas folhas.

O espaçamento pode ser de 10 cm para colher plantas pequenas a 45 cm para obter plantas maiores. A mizuna também pode ser cultivada facilmente em vasos e floreiras.

Propriedades e benefícios da mizuna

A mizuna é muito nutritiva e pouco calórica; é também fonte de vitamina A e C, sais minerais tais como  sódio, potássio, magnésio e cálcio.

É também rica em propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, anti-virais. anticancerígena, desintoxicantes e anti-histamínicas.

Assim, consumida regularmente auxilia na prevenção do envelhecimento precoce e no fortalecimento do sistema imunológico; além de garantir boa saúde intestinal e da pele.

Gostou deste artigo? Então leia a nossa Revista, subscreva o canal da Jardins no Youtube, e siga-nos no Facebook, Instagram e Pinterest.


Poderá Também Gostar