Plantas

Conheça a Arruda

Dediquemo-nos hoje a uma espécie que, diríamos, divide as opiniões: a arruda. Há quem a deteste quase com a mesma força que outros a amam. Conheça-a melhor neste artigo.

Arruda (Ruta chalepensis)

O aroma

É um facto que o seu aroma pungente e inconfundível possui notas de alguma ambiguidade. Para uns tem um cheiro insuportável e para outros um perfume misterioso denso, mesmo com personalidade. Nós incluímos-mos neste segundo grupo e, na nossa perspetiva, só com uma apreciação aligeirada se poderia concluir que é definitivamente desagradável e a arruda uma planta a excluir de qualquer jardim.

Pelo contrário, existem várias razões que justificam tê-la por perto, mas também convém não esquecer que num jardim cabe sempre tudo aquilo que quisermos: basta fazer sentido para nós!

A origem e o simbolismo

A arruda, Ruta chalepensis, é uma planta arbustiva, de folhas recortadas verdes-azuladas. É autóctone das regiões Centro e Sul do nosso País, nomeadamente nos maciços calcários.

É, aliás, comum a toda a bacia do mediterrâneo, onde diferentes povos lhe deram forte carga simbólica. Atribuíram-lhe poderes especiais para afastar o mau-olhado e a inveja, o que explica que também seja conhecida por erva-da-inveja ou erva-das-bruxas. E, acreditando-se ou não em bruxas, a verdade é que, como sabemos, elas existem! E pelo sim pelo não, mais vale agir pelo seguro e ter uma arruda por perto, como é ainda hábito em tantas aldeias do nosso País, onde se encontra à porta de muitas casas.

O interesse ecológico

Mas se os aspetos etnobotânicos fazem desta uma planta a recuperar para um jardim com sentido, há ainda o seu interesse ecológico. Por um lado, pode ser utilizada como planta repelente de pulgas e formigas. Por outro, pode usar-se como chamariz de borboletas, nomeadamente de uma das borboletas mais bonitas que temos por cá, a cauda-de-andorinha (Papilio machaon), cujas lagartas, de cores igualmente elaboradas, têm nas folhas da arruda, assim com nas de funcho, um dos seus alimentos favoritos.

Borboleta-cauda-de-andorinha

Terminamos referindo que a germinação das suas sementes não apresenta dificuldades de maior e o seu crescimento é relativamente rápido. A arruda adapta-se bem a diferentes tipos de solos desde que não sejam ácidos ou alagados, suportando bem a secura do verão.

Na loja online das sementes de Portugal, pode encontrar sementes de arruda bem como de outras espécies emblemáticas da nossa diversidade autóctone com potencial ornamental e paisagístico.

Fotos: GettyImages

Gostou deste artigo? Subscreva o nosso canal no Youtube e siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest.

Poderá Também Gostar