Plantas Ornamentais

Conheça as sanseviéras

Perfeita para decorações no interior

As sanseviéras são originárias do Oeste Africano e Índia e têm vindo a ser produzidas como uma importante planta de folhagem desde 1920. A Sansevieria trifasciata é a mais conhecida, no entanto, existem mais de 70 espécies, que têm vindo a tornar-se cada vez mais procuradas como planta de interior, vasos ou jardins.

Planta para interior

Para cada interior, existe uma sanseviéra: moderna, clássica, trendy ou stylish. A diversidade em tamanho, formato de folha e cor, combinadas com a sua resistência e adaptabilidade a qualquer espaço, fazem da sanseviéra a sua próxima paixão!

Sansevieria trifasciata “Laurentii”

E quando colocada no vaso certo, a sanseviéra fica ainda mais bonita!

Se gosta de tradição, e de recuar às suas memórias (todas as nossas avós tinham Sanseviéras, ou espada-de-São-Jorge, em casa), procure pela Sansevieria trifasciata “Laurentii”.

Uma das variedades mais populares, de folhas altas, verdes e amarelas. Existe também uma variedade mais compacta, com folhas mais curtas e com um tom de verde mais escuro, chamada “Futura”.

Se a sua casa é moderna e procura uma planta mais arquitetónica ou minimalista, então a Sansevieria masoniana “Victoria” é perfeita para si: constituída apenas por uma folha, larga e de um tom verde forte, quando colocada num vaso moderno, vai surpreender ainda mais! (Quem diria que uma simples folha seria tão decorativa?).

Outra variedade muito ornamental, e bastante diferente da sanseviéra tradicional, é a Sansevieria cylindrica, cujas folhas são esguias e tubulares.

Perfeita para decorações no interior

Sanseviéra no mundo

No Japão, esta planta é muito utilizada em jardins, de estilo minimalista, normalmente em locais revestidos com gravilha. Na Coreia, as sanseviéras são mantidas em vaso e frequentemente usadas como presente em aberturas de novos negócios, para atrair o sucesso. Nos Barbados, é conhecida como a planta do dinheiro, por se acreditar que quem possui uma planta destas, será sempre rodeado de dinheiro.

Porque gostamos das sanseviéras

De acordo com estudos realizados pelo NASA Clean Air Study, a sanseviéra tem a capacidade de purificar o ar removendo toxinas através da absorção de dióxido de carbono que faz durante a noite, e da libertação de oxigénio durante o dia. Apesar de libertarem oxigénio durante o dia, as sanseviéras são indicadas para colocar num quarto.

Sansevieria cylindrica

Cuidados

Rega: Precisam de pouquíssima água. Esta planta só morre com excesso de água. Regar uma vez por mês é suficiente.

Luz: São extremamente resistentes, adaptam-se bem a qualquer ambiente. Com muita ou pouca luz, as sanseviéras estão sempre bonitas, a única diferença é que o crescimento é mais lento em cenários de menor luz solar.

Temperatura: Preferem temperaturas superiores a 10 graus, sendo ideais para o interior.

Plantação: Ao plantar a sanseviéra escolha um tamanho de vaso dois tamanhos acima do tamanho da planta, pois a sanseviéra prefere ficar sossegada no seu vaso durante o máximo de tempo possível. Use um solo normal, e coloque argila expandida no fundo do vaso.

Poda: Não é necessária. No entanto, pode cortar as folhas mais velhas rente ao chão e utilizá-las para reproduzir a planta.

São plantas praticamente impossíveis de matar, com baixas necessidade de água, beneficiando o bolso e a ecologia. As sanseviéras estão na moda, e a sua crescente popularidade baseia-se nas tendências de plantas arquitetónicas.

Fotos: GettyImages

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram

Poderá Também Gostar