Tarefas da Semana

Tarefas da semana: 10 a 16 de novembro

O outono está em pleno e com ele vieram as primeiras chuvas que são providenciais para regar as hortas, os prados e os jardins.

As temperaturas baixaram, principalmente à noite, pelo que é importante proteger as sementeiras do frio, pode usar uma pequena estufa ou abrigo se não as conseguir resguardar dentro de casa.

São muitas as plantações e sementeiras para fazer nesta época, os maravilhosos bolbos, as leguminosas, em geral as favas e ervilhas, mas também muitas outras hortícolas de folhas verdes para as sopas de inverno que nos aquecem e dão conforto.

O dia 10 é ótimo para plantar ou semear as suas folhas

Acelgas

16 a 22 de julho
Acelgas.

As acelgas são plantas adaptadas a solos ligeiramente salinos e são muito cultivadas nas zonas costeiras.

É uma planta bianual, que como tem os caules de várias cores acaba por ser muito ornamental dando alguma cor à sua horta.

Está na hora de semear as acelgas para que nunca lhe faltem no inverno, as acelgas ficam excelentes salteadas ou em sopa, os caules de várias cores são muito ornamentais para a horta.

Condições de cultivo

É uma planta muito rústica que pode ser cultivada como bianual, ficando no terreno de um ano para o outro, nas zonas mais quentes pode até ficar mais anos, tendo um comportamento de planta perene.

Não gosta de calor nem de sol em excesso e gosta de alguma humidade no ar, não aguenta temperaturas muito baixas. Assim, as estações ideais para as cultivar são o outono e a primavera.

Não é exigente em termos de tipo de solo, mas prefere solos alcalinos e aguenta solos ligeiramente salinos. Pode semear em tabuleiros ou diretamente no terreno. Deve transplantar quando tem cerca de 10 cm de altura.

Quando fizer a plantação em local definitivo deixe cerca de 30 a 35 cm entre plantas. Necessita regas regulares para se desenvolver em boas condições, pois gosta do solo sempre com algum teor de humidade. Pode colher só as folhas ou a planta toda.

Propriedades e benefícios das acelgas

São ricas em minerais como: potássio, magnésio, sódio, iodo, ferro e cálcio e também em Vitamina A e ácido fólico. O facto de ter estes componentes faz com que as acelgas contribuam para um bom funcionamento muscular, bem como intestinal.

Atenção que as acelgas são ricas em ácido oxálico, que pode interferir com a absorção do cálcio, pelo que não devem ser ingeridas cruas, mas sim cozinhadas pois o ácido oxálico deixa de exercer esse efeito quando submetido a altas temperaturas.

Nos dias 11 e 12 pode semear ou plantar frutos

Favas

Favas

Segundo a maior parte dos nutricionistas as leguminosas como a fava, a ervilha, a lentilha, o grão e o feijão, deviam fazer parte da nossa alimentação diária (25 g por dia o que equivale a duas colheres de sopa).

As leguminosas em geral são uma excelente fonte de proteína e ricas em aminoácidos essenciais. Está na hora de semear as favas, deliciosas, versáteis e tão típicas da culinária portuguesa.

Como cultivar as suas favas

Semeie-as em local definitivo depois de preparar o terreno para esteja leve e solto e incorporar matéria orgânica.

Pode semear em linhas afastadas 40 cm umas as outras, e as plantas 30-40 cm afastadas 30-40 cm, quando começarem a crescer devem conduzi-las com tutores pois são trepadeiras.

Propriedades e benefícios das favas

As favas são ricas em vitamina C um poderoso antioxidante natural, em ácido fólico, essencial para o bom funcionamento do coração, do sistema imunológico e para a produção de glóbulos vermelhos.

São ainda um antidepressivo natural pois são ricas em dopamina, um aminoácido que ajuda a melhorar o humor.

As ervilhas, são muito nutritivas, uma excelente fonte de hidratos de carbono e fibra, ricas em vitaminas A, B, C , E e K bem como em minerais  como o zinco, potássio, cálcio, magnésio e ferro.

Nos dias 13, 14 e 15 pode semear ou plantar com sucesso as suas raízes

Alho-francês

Alho-francês

Agora que a temperatura está a descer, as sopas sabem muito bem e são uma forma de ingerirmos mais legumes e mais diversificados a sopa é sempre uma forma de alimentação muito completa e saudável.

O alho francês é daquelas hortícolas indispensável na base de grande parte das sopas, também é excelente salteado ou assado em conjunto com outros legumes.

Como cultivar alho-francês

Quando as coloca r no terreno, as plantas devem ter um espaçamento de 15 cm entre elas. Faça uma cova profunda (15 cm) e plante o alho-francês, deixando de fora uns 5 cm de folhas verdes, de maneira que a parte branca seja o  maior possível.

Para se obterem ainda melhores resultados, vá amontoando terra à medida que vão crescendo.

A colheita, nas variedades mais comuns, pode ser feita mediante a necessidade desde o outono até ao fim da primavera.

Para que o alho-francês se solte facilmente da terra, nos meses mais secos, regue abundantemente algum tempo antes de colher.

Propriedades e benefícios do alho-francês

O alho-francês é muito rico em vitaminas A e C, bem como em potássio, fósforo e ácido fólico. Este último contribui para a prevenção dos acidentes vasculares cerebrais e das doenças cardíacas.

É ainda rico em compostos fenólicos e carotenoides que podem contribuir para reduzir o risco de cancro, pelas suas propriedades antioxidantes.

É também um legume pouco calórico e rico em fibras, tendo efeito saciante, sendo indicado para dietas de perda de peso.

O dia 16 é o ideal para plantar ou semear as suas flores

Bolbos

Bolbos

Está na altura certa para fazer os últimos trabalhos de outono no seu jardim, um dos mais importantes e fáceis é: plantar bolbos para garantir beleza e cor para o inverno e primavera.

Quase todos os bolbos podem ser plantados agora para garantirmos que têm o período de frio suficiente para conseguirem germinar. Plante um pouco por todo o lado; bordaduras, canteiros, vasos, floreiras, interior.

É das tarefas mais fáceis e mais motivadoras da jardinagem, mas implica termos paciência para esperar, plantamos agora, mas na melhor das hipóteses os bolbos só “despertam” a partir do inicio de fevereiro!

Dicas para plantar e cuidar dos bolbos

Escolher bolbos que estejam rijos e intactos.

Plantá-los numa profundidade não superior ao dobro do seu diâmetro (em países mais frios e com mais chuva plantam-se quase à superfície, mas em Portugal não aconselho pois podem secar).

Para um efeito de maciço, plante-os juntos mas sem se tocarem. Pode usar substrato para plantas com flor ou um substrato universal, não precisam de ser fertilizados. Para garantir que ficam todos à mesma altura pode utilizar um plantador de bolbos.

Em vaso plante-os por camadas. Regue a seguir à plantação e se não chover muitos dias seguidos vá regando.

Quando acaba a floração e depois das folhas secarem retirar os bolbos do solo e guardar em local fresco e seco. Também pode deixar no solo de um ano para o outro pois a maior parte deles aumentam em número produzindo sementes.

Para ter mais tempo de floração, faça escalonamento nas plantações de bolbos, com um desfasamento de pelo menos 3 semanas.

O que plantar?

Pode plantar de tudo um pouco, dependendo do espaço que tem disponível, se estiver a plantar em canteiros coloque as plantas maiores atrás, eu gosto especialmente de frésias, jacintos, narcisos e crocos porque têm um aroma maravilhoso, mas pode optar por plantar tulipas, muscaris, anémonas, lilium e os maravilhosos iris que também cheiram muito bem.

Gostou deste artigo?
Então subscreva o canal da Jardins no Youtube, e siga-nos no Facebook, Instagram e Pinterest.

Poderá Também Gostar