Tarefas da Semana

Tarefas da semana: 12 a 18 de julho

As temperaturas vão estar muito altas toda a próxima semana e um pouco por todo o país. As regas não podem ser esquecidas, bem como as colheitas que nesta época e com este calor têm de ser feitas atempadamente para que os legumes e frutas não se estraguem antes de ser colhidos.

Os dias estão grandes e as noites mais quentes, aproveite e jardine e cuide das suas plantas nas horas de menos calor. Nesta época do ano parece que tudo cresce de dia para dia, dá gosto!

Prepare já algumas das sementeiras da próxima estação. Reforce a plantação de algumas hortícolas e aromáticas e usufrua bem de tudo o que já cultivou.

Aipo

Aipo

O seu nome cientifico é Apium graveolens e é muito utilizado em França nas saladas, é muito apreciado em dietas para perda de peso pois é muito pouco calórico e ajuda a desintoxicar o organismo, um ingrediente muito usado em batidos verdes.

O seu sabor é muito intenso e abafa todos os outros, pelo que deve ser usado em pequenas quantidades.

O aipo é uma planta deliciosa e com muitas propriedades medicinais e aromáticas, consome-se as folhas e também os caules em sopas, saladas, molhos, etc.

Condições de cultivo

Prefere zonas com muitas horas de sol direto, mas também se consegue cultivar na meia sombra.

Gosta de solos arenoargilosos, profundos, húmidos, ricos em matéria orgânica, pouco ácidos, bem-drenados e com um pH entre 6.0 e 7.0.

Solos de textura muito pesada dificultam o desenvolvimento do seu sistema radicular.

Como semear

Pode semear em local definitivo ou em tabuleiros e transplantar, cerca de dois meses depois da sementeira.

O espaçamento deve ser 30 a 40 cm entre linhas e 20 a 25 cm entre plantas.

Cuidados de manutenção

O aipo gosta de solos húmidos, faça uma rega regular em especial nos dias de mais calor. Tenha o cuidado de não encharcar o solo. 

É importante adubar quando se planta e fazer uma nova adubação cerca de seis semanas após a plantação.

Propriedades e benefícios do aipo

Como disse anteriormente é depurativo e ajuda na eliminação de toxinas do organismo. Rico em fibras e em antioxidantes tem propriedades anti-inflamatórias e é muito rico em vitaminas E, C e K.

Nos dias 14 e 15 pode semear ou plantar os seus frutos 

Tamarilho

Tamarilho.

Hoje vamos falar de um fruto que não é muito usual cultivar-se em Portugal, mas que é fácil de ter, até mesmo em vaso, na varanda ou no terraço. É um fruto delicioso.

O tamarilho (Solanum betaceum), também conhecido como tomate-de-árvore, tomate-brasileiro e tomate-japonês, é um arbusto frutífero da família das solanáceas, onde se inclui também o tomate, a beringela, ou a batata.

O tamarilho é um fruto que cresce bem em climas subtropicais, mas também nalgumas zonas temperadas. Em Portugal as zonas mais propícias para o seu crescimento são a Madeira, os Açores e o Algarve.

Como cultivar

A forma mais fácil de o propagar é através de sementes. A taxa de germinação é bastante elevada, e conseguem obter-se muitas plantas. Também pode ser feita a partir de estacas, mas é menos comum.

Em Portugal, devem ser cultivados em zonas de pleno sol, abrigadas dos ventos e sem geadas, tendem a perder as folhas no inverno, voltando a ter rebentos na primavera.

É uma planta de crescimento rápido, cuja longevidade costuma rondar os doze anos, não dura muito. Os tamarilhos só devem ser transplantados para o seu local definitivo com cerca de um metro de altura.

Propriedades e benefícios do tamarilho

É um fruto que apresenta boas características nutritivas aliadas a um baixo nível de calorias, pelo que é adequado para dietas. É muito rico em vitamina A e vitamina C e também em cálcio, magnésio e ferro.

O seu sabor inclina-se para o ácido, lembrando uma mistura entre o tomate e o maracujá-roxo. Pode ser consumido cortado ao meio e retirando a polpa com uma colher, ou adicionado a saladas, mas também podem ser grelhados, ou assados.

Podem igualmente ser consumidos na forma de sumos, de compotas, doces e molhos.

O seu consumo ajuda a prevenir doenças cancerígenas, a controlar a tensão arterial, os níveis de colesterol, entre outros benefícios para a saúde.

Nos dias 16, 17 e 18 pode plantar e semear raízes

Batata

Batatas.

Nesta altura ainda pode plantar batatas de algumas cultivares mais tardias, mas não se atrase muito. 

Um alimento consensual e universal, muito utilizado na culinária um pouco por todo o lado, sendo em algumas civilizações uma dos alimentos mais consumidos.

É um alimento muito versátil e delicioso de todas as formas, cozidas, fritas, assadas, em purés, sopas, etc, é utilizada em entradas, pratos principais, acompanhamentos e sobremesas.

Há muitas variedades de batata com sabores, cores e formas muitas distintas.

Condições de cultivo

Necessitam de um solo fofo pois as suas raízes não penetram facilmente. É importante fazer-se uma amontoa ou um bom acolchoamento.

Como plantar 

Para plantar, corte as batatas em pedaços pequenos (cada um deve ter pelo menos um olho) e enterre-as cerca de 7-8 cm de profundidade. Deixe cerca de 30-40 cm entre plantas.

Pode plantar agora e nas zonas mais quentes pode também plantar no inverno. 

Cuidados de manutenção

Necessita de regas frequentes mas moderadas. O excesso de humidade pode provocar míldio e afetar a produção.

Propriedades medicinais e benefícios da batata

Rica em vitamina K, complexo B e C. Também muito rica em sais minerais como o fósforo, ferro, potássio e cálcio.

Nos dias 16 e 18 aproveite para combater pragas e doenças

Nestes dias de calor algumas pragas estão mais adormecidas mas há outras que aparecem e que de um dia para o outro destroem as nossas plantas.

Podemos aproveitar para lhes reforçar o sistema imunitário pulverizando com extrato de urtiga diluído ou com uma solução de cavalinha.

Se observarmos sinais de cochonilha, pulgão, ácaros, etc, devemos atacar logo com um método natural (que pode ser uma mistura de 1 l de água, uma colher de sopa de detergente da loiça e uma colher de sopa de álcool) se não funcionar pode recorrer também ao extrato de urtiga ou a um Inseticida.

Gostou deste artigo?
Então leia a nossa Revista, subscreva o canal da Jardins no Youtube, e siga-nos no Facebook, Instagram e Pinterest.


Poderá Também Gostar