Tarefas da Semana

Tarefas da semana: 4 a 10 de outubro

As temperaturas de outono já se fazem sentir e está mesmo na altura certa de plantar e semear para a próxima estação e ainda para esta. Como diz o provérbio “em outubro pega tudo”, as temperaturas estão mais baixa, mas o solo ainda não está muito frio.

As primeiras chuvas já se fizeram sentir. É uma excelente época para se dedicar às suas plantas, quer seja hortícolas, aromáticas ou ornamentais.

Semear e plantar frutos nos dias 4 e 5

Dióspiro

O diospireiro que encontramos em Portugal (Dyospiros kaki), árvore da família das Ebenaceae, foi trazida há séculos da China, adaptando-se muito bem ao clima de Portugal, onde produz nos meses de outono.

Existem duas formas de dióspiro uma mole, que é mais comum no nosso país, tem casca de uma laranja quase avermelhado quando maduro e é muito adstringente.

Quando não está bem maduro, deixa uma sensação desagradável de amargo e áspero na língua.

A outra forma é rija, tem uma casca mais clara quando madura e pode ser consumida como uma maçã, chama-se vulgarmente dióspiro de roer.

Condições de cultivo

Prefere solos húmidos, areno-argilosos bem drenados, com pH entre 6,5 e 7,5. Aguenta temperaturas até –20 ºC. Gosta mais dezonas de sol, de preferência abrigados dos ventos.

Como plantar 

As covas para cultivo da árvore devem ter 60 x 60 x 60 cm, bem adubadas com estrume de vaca ou cavalo. Deve ser plantado nos meses de outono e inverno.

Colheita e manutenção

A colheita é feita essencialmente de outubro a dezembro. Deve podar-se após a colheita para estimular a frutificação e controlar o tamanho da árvore.

Convém adubar duas vezes ao ano com adubos ricos em azoto e potássio. Devem ser regadosnos meses mais secos.

Propriedades e benefícios do dióspiro

O dióspiro é um excelente fruto para os olhos, graças à sua riqueza em vitamina A e B. É indicado para melhorar o estado de saúde da pele e cabelos, e é um mais valia para a saúde geral do aparelho digestivo.

Ajuda a combater a hipertensão e o colesterol e é um fortificante do organismo em geral.

Semear e plantar raízes nos dias 6, 7 e 8

Couve-rábano

Uma planta pouco consumida e expandida, que era chamada “Gastores” pelos antigos gregos, sendo um “manjar delicioso” (segundo Barbosa-1884).

Esta crucífera, que descende da couve-brava, só chegou à Alemanha, através da Itália, no século XVI. Pouco conhecida em Portugal, mas muito apreciada no Norte da Europa, especialmente na Alemanha.

Condições cultivo

Adapta-se a vários tipos de solos, prefere solos de textura média ou argilosa, soltos, bem drenados, profundos frescos, ricos em húmus, férteis e bem drenados. O pH deve ser de 6,5-7,0.

Como semear

Deve fazer uma boa preparação do solo, uma lavoura profunda, para desfazer os torrões e destruir as ervas daninhas. No terreno, podem ser feitos camalhões com 1-1,25 m de largura.

No outono semeia-se as variedades roxas e na primavera as variedades verdes. A sementeira deve ser feita em tabuleiros de sementeira em alfobre. Deve ser deixado um passo de 35-45 cm entrelinhas x 25-30 cm entre plantas na linha.

Devem ser transplantadas para o terreno ao fim de 6-7 semanas depois da sementeira.

Propriedades e benefícios da couve-rábano

Rica em carotenoides, ácido fólico, clorofila, pró-vitamina A, vitamina C, B1, B2, cálcio, ferro, magnésio, sódio, cobre, fosforo, silício, iodo e potássio.

Semear e plantar flores e arbustos nos dias 9 e 10

No outono é a época ideal para plantar várias plantas da família das proteáceas. Quer sejam as próteas, banksia, leucospermum, leucadendron, ou teopea entre outas.

Estas plantas exóticas e maravilhosas originárias da África do Sul e da Austrália. 

Condições de cultivo

Desenvolvem-se bem na maior parte dos locais embora prefiram solos ligeiramente ácidos e não tolerem a fertilização com fósforo. Necessitam pouca rega e dão flor apenas uma vez por ano, na primavera ou no outono consoante a variedade.

Pode também ser facilmente cultivadas em vaso desde que tenha um recipiente com 40 cm de profundidade para que as raízes se desenvolvam em condições. 

Manutenção

Deve ter cuidado com a fertilização, apenas devem ser fertilizadas duas vezes por ano (primavera e outono), com um adubo especial para próteas, sem fósforo.

Pode colocar-lhes casca de pinheiro para conservar a humidade e evitar o aparecimento de infestantes.

Gostou deste artigo?
Então leia a nossa Revista, subscreva o canal da Jardins no Youtube, e siga-nos no Facebook, Instagram e Pinterest.


Poderá Também Gostar