Aromáticas e Medicinais

Camomila, uma erva calmante a cultivar no seu jardim

Os chás feitos com flores de camomila caseira recentemente colhidas e secas sabem muito melhor do que aquela que se compra nas lojas, de tal modo que é provável que acabe por fazer desta planta uma habitante permanente do seu jardim de plantas e ervas aromáticas.

Descrição

  • Camomila romana (Chamemelum nobile): Perene resistente com 20 a 30 cm de altura
  • Camomila silvestre (Matricaria recutita): Anual com 60 a 90 cm de altura

Flores: Ambas as camomilas possuem flores como as das margaridas com centros amarelos rodeados de pétalas brancas.

Folhas: A camomila silvestre é uma planta erecta com folhas como as dos fetos cobertas de uma penugem macia. A camomila romana possui caules rastejantes e folhas um tanto ásperas.

Sabor e fragância: Em chás, o aroma fresco e penetrante da camomila é imediatamente calmante. A sua fragrância é semelhante à do feno acabado de cortar.

Como cultivar

Quando plantar: Semeie ambos os tipos de camomila no jardim na primavera, quando as temperaturas do solo tiverem subido.

Onde plantar: Ambas as camomilas preferem a luz direta do sol mas podem tolerar sombra parcial.

Solo e fertilidade: Solos arenosos bem drenados com níveis de fertilidade moderados são os ideias para ambos os tipos de camomila; se o solo do jardim for húmido, plante num canteiro elevado. Introduza composto no solo antes de plantar a variedade romana e aplique mais composto todos os anos na primavera.

Espaço entre plantas: Deixe 15 a 20 cm de distância entre as plantas de camomila silvestre e 45 cm entre as de camomila romana.

Pragas: Ambas são livres de pragas.

Doenças: Ambas são livres de doenças.

As folhas secas usadas para fazer chá, têm efeito calmante

Colheita

Quando colher: Quando as flores estiverem completamente abertas, o que acontecerá no final da primavera e no verão no caso da camomila silvestre e no verão para a variedade romana. Colha as folhas em qualquer altura quando for preciso.

Como colher: Corte caules inteiros da camomila silvestre. Remova as flores da camomila romana.

Secagem: Seque em grades.

Utilizações

Chás: Ambas as camomilas fazem excelentes chás.

Medicinal: Os chás são bons para induzir o sono. As pessoas com sensibilidade conhecida à ambrósia americana também podem sofrer reações alérgicas a ambos os tipos de camomila.

Cosmética: Podem ser usadas para fazer tónicos para o cabelo e condicionadores para realçar os reflexos louros, ajudam a prevenir a caspa e amaciam o cabelo seco. As preparações cosméticas contendo camomila também são usadas para amaciar a pele e refrescar os olhos.

Artefactos: Junte flores de camomila a potpourris.

Fotos: Pixabay

Livro “Manual prático de plantas e ervas aromáticas” de Miranda Smith

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram

Poderá Também Gostar