9 plantas que aguentam o frio

O jardim pode brilhar no inverno com a mesma intensidade que no verão. Algumas plantas já começaram a florescer e outras apresentam-se repletas de bagas. Conheça a nossa seleção para a estação que se avizinha.

1- Cíclame

Os ciclâmenes (Cyclamen sps.) são oriundos do Sudoeste europeu e da Ásia Menor, o que lhes permite suportar perfeitamente os rigores climatéricos do inverno quando se encontram em plena floração no jardim. As flores são elegantes e estilizadas, com cores que vão do branco ao vermelho intenso.

Manutenção

O cíclame necessita zona sombria com solo fértil, ligeiramente ácido. Regue pouco e de preferência com sistema gota-a-gota. Multiplica-se por semente ou bolbo.

2- Héleboro

Todas as espécies de heléboros (Helleborus sps.) são atrativas mas convém seleccionar bem a sua localização. Com excepção do alpino H. foetidus, os restantes desaparecem quase por completo no final do outono e as flores emergem do solo em pleno inverno.

Manutenção

Reserve para os heléboros um local bem identificado no jardim de rochas, ao Sol ou Sol-sombra. Coloque proteções no outono e regue pouco. Multiplica-se por divisão no outono.

3- Dália

As formas múltiplas das suas coroas simples, duplas, em forma de estrelas, cactos ou pompons, são a atracção do jardim no outono. A gama de cores que se podem encontrar nas dálias híbridas (Dahlia primata) é muito extensa.

Manutenção

Plante os tubérculos na primavera, ao Sol e em covas folgadas. Regue bem no verão e coloque tutores nas espécies de flores grandes.

4- Tulipa

A presença da tulipa (Tulipa sps.) no final do inverno anuncia a primavera. Agrupe as plantas com a mesma cor e combine com outras variedades, incluindo bolbos. Pode plantar os bolbos no outono.

Manutenção

Plante a Sol pleno, em solo bem adubado mas não muito solto. Regue pouco até surgirem as flores. Elimine as flores murchas para não consumirem reservas ao bolbo. Multiplica-se por bolbinhos na primavera, após a floração.

5- Crocus

A sua principal atração reside na ampla gama de tonalidades das flores em forma de copa, que vão do amarelo ao branco. Coloque os bolbos apenas a 5-8 cm da superfície do solo.

Manutenção

Plante no final do verão, ao Sol e em terreno fértil bem drenado. Regue bem, especialmente em períodos secos. Depois de florescer, retire apenas as folhas quando estiverem murchas.

6- Prímula

Com as diferentes espécies do género Primula é possível um colorido sem igual no inverno. Em exposições à sombra, os maciços de P. malacoides, P. elatior, P. veris e P. acaulis, entre outras, são pontos de atração no inverno.

Manutenção

Plante em solo ligeiro e bem adubado. Não descuide a rega porque podem murchar. Semeie no início do outono.

7- Crisântemo

Os crisântemos (Chrysanthemum sps.) são úteis porque proporcionam uma grande massa de flores durante muito tempo, praticamente a partir de meados de setembro até meados de novembro.

Manutenção

Adapta-se bem a todos os solos desde que receba rega frequente no verão. É preferível ficarem colocados ao Sol. Elimine os ramos secos no inverno.

8- Rudbequia

O contraste das pétalas das margaridas amarelas da rudbequia (Rudbeckia fulgida) com o miolo negro tem efeito muito decorativo. Podem formar parte do jardim de rochas, do maciço de vivazes ou das jardineiras.

Manutenção

Sol pleno e solo ligeiramente argiloso mas bem adubado. Regue com moderação e tenha cuidado com os encharcamentos. Multiplica-se por sementeira na primavera e por plantação no início do verão.

9- Áster

As margaridas lilases, malvas e púrpuras são as estrelas de outono do jardim rochoso. Os áster (Aster sps.) de floração tardia podem alcançar 1,5 m de altura, conferindo forma a fundos magníficos.

Manutenção

Solo fresco e ligeiro e Sol pleno. Faça uma poda drástica nos rebentos florais murchos. Multiplica-se por sementeira na primavera e por divisão no outono, após a floração.

Fotos: GettyImages e Pixabay

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram

Poderá Também Gostar