Plantas Ornamentais

A beleza das estrelas-da-floresta

Neoregelia carolinae

Os Cryptanthus são bromélias que vivem habitualmente nos estratos inferiores da vegetação das densas selvas da América do Sul. Não são fáceis de ver pois aparecem discretamente, quase escondidas.

A origem do nome

O seu nome Cryptanthus, que deriva da expressão latina “flor escondida”, diz muito sobre este tipo de plantas, pois as suas flores, além de serem muito pequenas, de cor branca, surgem do interior das ligações entre folhas, ficando quase ocultas quando olhamos sem grande atenção.

Neoregelia liliputiana

Descrição

Além das flores já descritas anteriormente, as suas folhas são coriáceas, geralmente onduladas e espinhosas, dispostas em roseta, característica de todas as bromélias.

Condições de cultivo

Habitualmente nas suas regiões de origem, vivem no solo da floresta, em troncos caídos e em fissuras de rochas. No nosso clima, têm um crescimento lento. Devem ser plantadas em substrato constituído por 3/5 de turfa, 1/5 de terriço e 1/5 de areia. Este substrato deve estar sempre húmido (não encharcado). Os vasos devem ser mais largos do que fundos. Apreciam luminosidade, mas não sol direto. Quanto mais verdes as folhas, menos necessidade de luz.

Neoregelia schultesiana

Propagação

Todas as variedades deste género produzem rebentos entre as folhas depois da floração. Quando atingirem cerca de metade do tamanho da planta-mãe, podem ser separados (soltam-se com muita facilidade) e plantados noutro vaso ou tronco.

As bromélias são uma espécie epífita, uma vez que nas suas regiões de origem vivem nos extratos intermédios das florestas. Espécies mais comuns: Neoregelia carolinae, Neoregelia crispata e Neoregelia flandria.

Neoregelia flandia

Fotos: Jorge Frexial

Gostou deste artigo? Siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest e subscreva o nosso canal no Youtube

Poderá Também Gostar