Hortícolas e Frutícolas

Pepino, grande amigo da dieta

O pepino pertence à família das cucurbitáceas, que inclui as abóboras, o melão e a melancia. Tem muito poucas calorias e é rico em vitaminas A, C e vitaminas do grupo B e em sais minerais tais como o cálcio, potássio, fósforo, magnésio e ferro. É refrescante, depurativo, diurético e remineralizante.

Condições ótimas de cultivo

Precisa de calor, de muito composto e de rega abundante. Adapta-se a diferentes tipos de solos, desde que bem drenados. Tolera solos ácidos a ligeiramente alcalinos (pH 5,5 a 7,5).

Sementeira e/ou plantação

O pepino pode semear-se diretamente ao ar livre (geralmente em abril-maio), o que fica mais barato e tem a vantagem de produzir plantas com uma raiz mais profunda e robusta. Em alternativa, pode semear-se em viveiro (de fevereiro a abril) e transplantar com a raiz protegida pelo mote de substrato, assim que tiver três a quatro folhas verdadeiras.

A cultura pode:

• ser tutorada, p. ex., por meio de canas, rede ou latada – neste caso, pode ser cultivada em pequenos espaços, permitindo o aproveitamento da horta em altura.
• ou crescer sobre o solo – neste caso, deve deixar-se um espaçamento maior entre as plantas (p. ex., 1,50 m entre linhas e 40 a 50 cm entre plantas, na linha).

Rotações e consociações favoráveis

  • Precedentes culturais favoráveis: alho, alho-francês, cebola;
  • Precedentes culturais a evitar: abóbora, melancia, melão, pepino;
  • Consociações favoráveis: feijões, couves, ervilha, rabanete, milho, girassol;
  • Consociações desfavoráveis: batata, tomate.

Colheita

A colheita deve ser feita com regularidade, de dois em dois dias, assim que os pepinos atingem o tamanho desejado e sempre antes de as sementes estarem completamente formadas. No estado ideal para colheita, os pepinos devem estar verdes, brilhantes e ter a polpa firme. A colheita dura cerca de dois meses. Não se deve deixar os pepinos amarelecer na planta, pois enfraquecem-na. Colhê-los, pelo contrário, estimula a produção de novos frutos.

SABIA QUE?

As variedades tradicionais apresentam flores masculinas e femininas e são polinizadas por insetos (à semelhança das abóboras, p. ex.). As variedades híbridas modernas, no entanto, só têm flores femininas e não precisam de polinizadores.

A partir da floração e durante o desenvolvimento dos frutos, deve regar-se bem, com regularidade, já que o pepino consome muita água. De duas em duas semanas, pode juntar-se à água de rega um fertilizante líquido caseiro, tal como o chorume de urtiga ou de consolda. Aplicar uma cobertura ao solo (palha, folhas secas) permite manter o solo mais húmido e também impede o crescimento de ervas daninhas.

O PEPINO É UM LEGUME MUITO VERSÁTIL…

e fácil de cultivar na horta, no jardim ou em vaso. Pode ser utilizado tanto sopas, sumos e saladas, como em tostas. É um alimento muito saudável, pouco calórico e hidratante.

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram

Poderá Também Gostar