Inspirações

8 tarefas para fazer já

Este é o mês em que tudo começa lentamente a acordar, os dias estão ligeiramente maiores, há mais horas de sol, embora o frio ainda se faça sentir.

Há muito para fazer no jardim, na varanda, no terraço ou dentro de casa para poder viver a primavera em pleno.

1. Fertilizar as suas plantas no jardim e em vasos

Para garantir boas florações na primavera, adicione já novo substrato, composto ou fertilizante natural (húmus de minhoca ou estrume) a todas as suas plantas em vaso, que tenham floração na primavera e no verão.

Quando fizer plantações novas no terreno ou em vaso, incorpore sempre na cova de plantação, fertilizante orgânico, composto ou húmus de minhoca.

2. Semeie flores de época

Pode semear já as suas plantas de época (primavera-verão), ervilhas-de-cheiro, goivos, bocas-de-lobo, cosmos, calêndulas.

Com a exceção das ervilhas-de-cheiro, que devem ser semeadas no local definitivo, todas as outras sementeiras devem ser feitas em tabuleiros, caixas de ovos, vasos, etc.

Devem ser transplantadas quando tiverem 10 cm de altura e quatro a cinco folhas definitivas.

Atenção que as sementeiras até germinarem não devem estar expostas ao sol direto e devem ser regadas com um pulverizador todos os dias, para garantir que germinam em boas condições.

3. Divida as suas plantas suculentas

Tanto os catos como as plantas suculentas são das plantas mais fáceis de cultivar e de propagar.

  1. Pode fazer a divisão da planta por partes – solte as partes, tendo o cuidado de levar sempre um bocadinho de raiz. Coloque-as num vaso ou tabuleiro com substrato adequado até enraizarem completamente
  2. Quando mexemos nas suculentas, muitas vezes as folhas partem-se, podemos aproveitar e colocar essas folhas num tabuleiro a enraizar. Fazemos assim um berçário de suculentas. Nesta fase, elas devem estar numa zona com luz mas sem sol direto – só quando crescem e as mudamos é que devem estar ao sol direto.

4. Mude os vasos das suas plantas de interior

Quando está na hora de serem mudadas de vaso, as plantas começam a mostrar sinais tais como: não crescem em boas condições, as folhas começam a cair, os ramos crescem muito mas com poucas folhas, as folhas começam a ficar amareladas, as plantas começam a secar.

Quando mudar, tenha em atenção que:

  • O vaso deve ser maior apenas dois ou três centímetros de diâmetro.
  • Deve colocar uma camada de argila expandida na base do vaso para que as raízes da planta não fiquem em contacto com a água se esta se acumular em excesso.
  • Aproveite para limpar as folhas, ramos e flores secas.
  • Escolha um substrato fertilizado, adequado à sua planta, o ideal é optar por um substrato para plantas de interior,
  • Regue abundantemente a seguir ao transplante.

5. Semeie as suas plantas aromáticas preferidas

É muito fácil ter as plantas aromáticas sempre à mão, mesmo não tendo jardim, terraço ou varanda. Desde que tenha um local com bastante luz e sol, consegue ter salsa, coentros, manjericão, cebolinho, etc.

A forma mais simples e mais barata de ter as aromáticas, é fazer sementeiras regulares (a cada dois meses por exemplo).

Pode semear em vasos, floreiras ou recipientes reciclados, como latas de chá, caixas de fruta, frascos, etc.

Tenha o cuidado de não exagerar na quantidade de sementes que coloca. Ao fim de um mês, deve fazer uma seleção das plantas (repicagem), tirando as mais fracas e deixando apenas duas ou três das mais fortes.

Deve mudar cada uma delas para um recipiente maior quando tiverem quatro a cinco folhas definitivas.

6. Pode e fertilize as suas roseiras

Se ainda não o fez, esta é a época ideal para podar as suas roseiras, quer sejam as roseiras trepadeiras, arbustivas, mini, etc.

Deve aproveitar o período que não estão com flor nem com folhas para as podar, limpar, transplantar, se for caso disso, e fertilizá-las.

Pode também aproveitar para lhes colocar uma camada de casca de pinheiro que nesta época do ano protege as raízes do frio e evita o aparecimento de plantas infestantes.

7. Construa abrigos ou pequenas estufas

Nas zonas mais frias, onde há probabilidades de ocorrência de geadas, para antecipar as suas sementeiras de primavera, pode fazer uma pequena estufa.

Pode também utilizar a estufa para proteger as plantas mais sensíveis ao frio do inverno.

Pode optar por adquirir uma pequena estufa, ou abrigo de plástico, que tem a vantagem de se poder colocar diretamente sobre as plantas e de poder ser desmontada facilmente no final do inverno.

8. Pode as suas hortênsias e fertilize-as

Se ainda não o fez, aproveite para podar durante o mês de fevereiro, antes que comecem os gomos a rebentar. Reduza-lhes a altura, para lhes controlar o tamanho e para fomentar uma floração exuberante.

As hortênsias devem podar-se todos os anos para florescerem bem. Elimine os ramos mais velhos e secos para que não se acumulem, pode os rebentos do último ano pelo menos um terço e até um par de gomos fortes.

Como as hortênsias têm tendência a ficar lenhosas e demasiado densas com a idade, pode ter de recorrer a uma poda mais drástica, sacrificando a floração do ano seguinte.

Aproveite a época das podas para multiplicar esta planta, basta cortar um raminho do crescimento do último ano deixando apenas um par de folhas, mergulhar a base num pó de enraizamento e envazar com substrato para plantas acidófilas. Passado um mês, a sua estaca já terá criado raízes suficientes para plantar no local definitivo.

Gostou deste artigo?
Então leia a nossa Revista, subscreva o canal da Jardins no Youtube, e siga-nos no Facebook, Instagram e Pinterest.


Poderá Também Gostar