Plantas de Interior Plantas Ornamentais

Azáleas, as rainhas do jardim

Floração de azáleas na primavera

Existem dois tipos de azáleas, ambos com muito interesse ornamental e muito utilizados em jardins, varandas ou terraços: são as azáleas caducas e as azáleas perenes.

As azáleas perenes são originárias do Japão e, por isso, vulgarmente conhecidas como azáleas japonesas. Pertencem ao género dos rododendros e mantêm a sua folhagem, ou grande parte dela, durante todo o inverno. Uma vez que possuem um intensa floração na primavera, são cada vez mais procuradas e apreciadas.

As azáleas caducas são nativas dos Estados Unidos da América, Ásia e Europa. Perdem a totalidade das suas folhas no inverno e, por isso, são bastante resistentes aos invernos mais rigorosos. Após a queda da folha, quando a temperatura começa a subir, as azáleas caducas enchem-se de flores no topo das suas hastes e só mais tarde surge a sua folhagem. Este tipo de azáleas oferece um grande leque de cores e formas.

As azáleas também podem ser colocadas no interior de casa, para isso escolha uma azálea perene

Como pode ter uma azálea em casa

É possível manter uma azálea no interior de casa tal como qualquer outra planta, podendo assim usufruir da sua flor! Apenas deve ter em conta alguns conselhos e truques para uma fácil manutenção.

O primeiro passo é escolher uma azálea perene, pois estas podem ser cultivadas tanto no interior como no exterior. O ideal é colocá-la num ambiente mais fresco, (entre 16 e 18 ºC), com boa luz (luz brilhante indireta, ou sol direto parcial, como o sol da manhã).

Depois de instalar a sua azálea em casa, deve dar especial atenção às regas, pois estas são fundamentais para manter as azáleas saudáveis no interior. Enquanto, no exterior, as regas feitas por cima da planta são suficientes, no interior, as regas ideais para uma azálea devem ser feitas mergulhando o vaso num recipiente cheio de água. Assim que as bolhas de ar saírem todas, retire o vaso do recipiente com água, e deixe drenar. Mantenha a sua azálea sempre húmida (sem deixar secar o torrão) e será recompensada com a mais bonita floração pelo maior período de tempo. As adubações devem ser evitadas até a floração terminar.

Nessa altura, tem então duas opções: colocar a planta no jardim ou num vaso no exterior e deixar que a mãe Natureza cuide da sua azálea, ou continuar a ter a sua planta em casa e esperar que dê uma nova floração!

As azáleas possuem um enorme leque de variedade de flores, podendo ser singelas ou dobradas, e uma infinidade de cores possíveis

Azáleas no jardim

As azáleas devem ser plantadas no fim da primavera ou no início do outono. Para manter as azáleas saudáveis, é fundamental escolher um local apropriado para elas. No caso das azáleas perenes, o local ideal deverá ser de meia-sombra, uma vez que a exposição total ao sol pode queimar as folhas, enquanto a sombra total pode comprometer a floração. As caducas preferem locais com boa exposição solar, para florir com mais intensidade.

 

As azáleas são plantas de crescimento lento e preferem solos com boa drenagem e ligeiramente ácidos (4,5-6,0 pH). Após a floração, proceda a uma poda ligeira da planta, regue regularmente e adube a cada duas semanas com um adubo rico em fósforo para promover a formação de novos botões.

Azálea caduca, cuja floração surge antes da rebentação da nova folhagem

Tal como no interior, manter a humidade nas azáleas é fundamental, pelo que as regas não devem ser esquecidas. Apesar de as azáleas serem as rainhas de um jardim, somos nós que nos sentimos verdadeiras realezas quando nos brindam com as suas flores!

Fotos: Thinkstock

Gostou deste artigo? Siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest e subscreva o nosso canal no Youtube

Poderá Também Gostar