Plantas Ornamentais

Como cultivar alfazemas com sucesso

cultivar alfazemas

Originária das regiões montanhosas, ensolarados e secas do Mediterrâneo, a alfazema (Lavandula sp.) é uma planta muito procurada pelo seu aroma suave e refrescante, associado a tranquilidade e pureza, emitido através das suas folhas e flores. Também conhecida por lavanda, pertence ao género botânico das Lavandula. O seu nome deriva do latim ‘Lavare’, que significa lavar, pela sua utilização nos banhos romanos e como perfume.

A alfazema é um arbusto perene de médio porte que, consoante as espécies, pode atingir até 1m de altura. Ramifica desde a base, apresentando uma folhagem verde-acinzentada e espigões encimados por flores azuis-arroxeadas ou violetas na época de floração. Devido ao aroma atrai insetos polinizadores e abelhas, funcionando ainda como repelente natural contra diversas pragas.

Dicas para cultivar as suas alfazemas com sucesso

1. Escolher um local que apanhe muito sol. A alfazema é muito resistentes tanto ao frio como ao calor, devendo ser plantada em jardins, canteiros ou floreiras com grande exposição solar. Tolera as geadas do inverno e os dias mais tórridos do verão.

2. Qualquer tipo de solos, mas com boa drenagem. A característica mais importante do solo onde queremos plantar as alfazemas é uma estrutura que garanta uma boa drenagem. Nos solos argilosos e sujeitos a encharcamentos, estes arbustos não se desenvolvem e acabam por morrer. Em vasos ou floreiras, coloque sempre argila expandida no fundo do recipiente.

3. Rega gota-a-gota. O tipo de rega indicado deve ser o sistema gota a gota no pé das plantas. Deve evitar a rega por aspersão para não molhar as folhas. Depois de bem estabelecidas e enraizadas, as alfazemas são bastante tolerantes à seca.

4. Podar todos os anos. É essencial podar as alfazemas todos os anos. Deve realizar a poda preferencialmente no fim do verão ou no início da primavera e evitar fazê-la no outono e inverno. Esta operação é fundamental para incentivar o novo crescimento e evitar que as plantas fiquem muito lenhosas. Pode cerca de um terço da planta, eliminando todas as flores secas e respetivas hastes florais.

Espécies de alfazemas mais utilizadas como plantas ornamentais

1. Lavandula stoechas (Rosmaninho)
  • Arbusto de forma arredondada;
  • Altura até 0,5 m;
  • Folhas lisas verdes-acinzentadas;
  • Pedúnculo floral curto, no cimo do qual surgem flores volumosas onde se destacam três longas brácteas no topo da espiga;
  • Época de floração de abril a junho;
  • Coloração intensa da flor, que varia de rosa ao púrpura e, mais raramente pode ser branca; . É uma das espécies de alfazema mais disseminadas na região mediterrânica.

2. Lavandula angustifolia (Lavandula spica)
  • Forma compacta;
  • Folhas lisas, estreitas e de cor cinzenta-esverdeada;
  • Floração em junho-agosto, sob a forma de espigas na extremidade de um caule fino e longo que se desenvolve acima das folhas;
  • Flores azuis-arroxeadas;
  • Atinge 1 m de altura e de diâmetro;
  • Muito utilizada em perfumaria e dela se extrai o óleo essencial de melhor qualidade.

3. Lavandula dentata (Candicans)
  • Arbusto muito ramificado;
  • Folhagem recortada e de cor verde;
  • Floração espaçada ao longo da primavera-verão, de cor púrpura-azulada, que aparece na extremidade de longos pedúnculos;
  • Atinge até 0,50 m de altura.

4. Lavandula dentata (Silver form)
  • Arbusto muito ramificado;
  • Folhagem cinzento-prateada muito aromática;
  • Floração lilás em julho/agosto;
  • Atinge maiores proporções que as restantes espécies de alfazemas podendo ultrapassar 1m de altura.
5. Lavandula hybrida (Lavandula dentata americana)
  • Folhagem recortada e de cor cinzenta;
  • Floração azul ao longo de todo o ano, sobretudo na primavera e verão;
  • Atinge até 1 m de altura e de diâmetro.

Fotos: Pixabay, Tiago Veloso

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar