Plantas e Flores

Tons de Natal

Natal está mesmo aí e com ele chegaram também o inverno e os dias frios e mais curtos. Os jardins preparam-se para esta mudança e algumas plantas  brindam-nos com exuberantes flores cor-de-rosa como a árvore paineira-branca. Outras por sua vez, atrevem-se a florir como os amores perfeitos e as urzes.

Este é um período mágico em que as plantas marcam a despedida do calor com a coloração das suas folhas e dão as boas vindas ao inverno.

Aesculus hippocastanum  L. (castanheiro-da-Índia)

Árvore caducifólia, originária das regiões montanhosas da Península Balcânica, vastamente plantada como ornamental ou pela sua madeira  na europa, exceto o extremo Norte. apresenta flores em panículas de cor branca, com floração em abril e maio. Fruto espinhoso (faz lembrar uma castanha mas não é comestível e é tóxico), apresenta frutificação a partir de setembro.

Família Hippocastanaceae

Altura: 20 metros

Propagação: Semente

Época de plantação: outono

Condições de cultivo: Pleno sol/ meia sombra. Prefere solos calcários, ricos e frescos; média humidade.

Manutenção e curiosidades: crescimento rápido; tem um tronco muito direito e copa bem definida, servindo para árvore de alinhamento em alamedas e caminhos. as castanhas da Índia servem para repelir as traças. Vive mais de 100 anos.

 

Ginkgo biloba L. (ginkgo, árvore-da-China)

Árvore de folha caduca, cultivada  há muito tempo na China e no Japão. Folhas com cor verde claras, mas tornando-se amarelo dourado antes da sua queda.

Família Ginkgoaceae

Altura: Até 30 metros

Propagação: Semente ou por estaca

Época de plantação: Outono

Condições de cultivo: Gosta de sol. Prefere solos leves, bastante profundos, ricos em matéria orgânica e frescos. Plante só exemplares de plantas machos, pois os frutos das fêmeas têm um cheiro muito desagradável.

Manutenção e curiosidades: Muito resistente a pragas e doenças. Esta espécie só é utilizada como ornamental pois a sua madeira não tem valor  comercial.

 

 Liriodendron tulipifera L. (tulipeiro)

Árvore de folha caduca, as suas folhas de cor verde brilhante na página superior e de cor esbatida na página inferior adquirem um tom amarelo‑dourado antes da sua queda. As flores aparecem no verão nas extremidades dos ramos e apresentam uma cor branco‑amarelada. É uma espécie da América do Norte.

Família Magnoliaceae

Altura: Até 30 metros

Propagação: Semente

Época de plantação: outono

Condições de cultivo: Prefere solos férteis, frescos e mobilizados, sendo os graníticos ou siliciosos os melhores. Não se dá bem em solos calcários. Requere abrigo de vento.

Manutenção e curiosidades: Crescimento rápido. Bastante rústica. Não se dá bem com a transplantação. Muito utilizada como ornamental e para aproveitamento da sua madeira.

tons de natal

Chorisia speciosa St.-Hill (sumaúma, paineira-branca)

Árvore de folha caduca, originária da América do Sul. É uma árvore de crescimento lento e caracteriza-se pelo seu tronco carnudo com acúleos (espinhos). De realçar a sua floração cor-de-rosa de setembro a outubro, quando está ainda praticamente desprovida de folhas.

Família Bombacaceae

Altura: 15 a 10 metros

Propagação: Semente

Época de plantação: outono

Condições de cultivo: Prefere sol. Dá-se bem em solos leves, bastante profundos e ricos em matéria orgânica.

Manutenção e curiosidades: A partir dos vinte anos de idade, aproximadamente, os espinhos costumam começar a cair na parte baixa do caule e, gradualmente, também caem nas partes mais altas da árvore, com o engrossamento da casca.

 

Viola tricolor (amor-perfeito)

O amor‑perfeito é uma herbácea anual ou bienal, que pode plantar‑se em vasos e canteiros. É uma planta comestível e com qualidades terapêuticas. Na antiguidade era considerada a planta do elixir do amor, daí o seu nome vulgar, e existem amores‑perfeitos de muitas cores roxo, amarelo, azul e branco.

Família Violaceae

Altura: 0,15 m

Propagação: Semente

Época de plantação: outono

Condições de cultivo:  Pleno sol. Solos neutros ou ligeiramente ácidos com bastante matéria orgânica.

Manutenção e curiosidades: É uma espécie que necessita de rega quase diária, mas feita com cuidado, pois não suporta seca mas também não aguenta as raízes encharcadas. Para se prolongar a sua floração pelo outono e inverno devem‑se remover as flores velhas.

Fotos: Thinkstock e Skyseeker 

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar