Atualidade

Ano novo, cores novas

É a preparação da chegada para a primavera. Despontam as folhas e as primeiras flores começam a nascer. Aparece nos jardins uma panóplia de cores, desde os tons de verde das folhas às diversas cores de flores. Destacamos a amendoeira, a camélia, a gardénia e a couve-de-jardim.

1- Camellia sp. (camélia, japoneira)

Arbusto ou pequena árvore, de folhas persistentes, com origem do Japão, Ásia Oriental e Oceânia. Existem mais de 250 espécies; as suas características variam de espécie para espécie. Embora as folhas de cor verde-escura brilhante enfeitem o jardim durante todo o ano, é na época de floração que se destacam nos jardins. Podem ser brancas ou de diversos tons de cor-de-rosa. As flores de aspeto requintado podem chegar a medir mais de 13 cm. Conforme a variedade, a flor pode ser simples, semidobrada ou dobrada. As camélias podem florescer desde o outono até maio.

Família: Theaceae.

Altura: Depende da espécie, 1 a 10 metros.

Propagação: Sementes, estacaria e alporquia.

Época de plantação: Outubro a abril.

Condições de cultivo: Prefere solos ácidos e húmidos, desde que bem drenados.

Manutenção e curiosidades: Devem ser feitas podas de limpeza, para retirar os ramos secos ou doentes e para dar forma à planta, assim como podas de floração após o fim da floração, de forma a estimular a mesma. Destacamos a Camellia japonica, a espécie mais comum nos nossos jardins, e a Camellia sinensis, a espécie que dá origem ao chá. Dependendo das condições de cultivo e preparo das folhas pode dar origem a cinco tipos de chá: branco, preto, verde, vermelho e oloong. As flores caracterizam-se pelo aroma subtil e distinto.

2- Brassica oleracea L. (couve-de-jardim; couve-ornamental)

Uma herbácea originária do Mediterrâneo e Ásia Menor. Fácil de plantar e não exige grandes cuidados de manutenção. Cultivada devido à beleza das suas folhas, em especial no outono e no inverno, é muito usadas em maciços. Apresenta um caule curto, folhas grandes e arredondadas, dispostas em roseta. As mais externas são de cor verde-azulada e as do centro, brancas, róseas ou roxas, as cores são acentuadas pelo frio.

Família: Brassicaceae.

Altura: 0,25-0,30 metros.

Propagação: Por semente.

Época de plantação: De fevereiro a junho.

Condições de cultivo: Sol pleno ou meia-sombra, solo enriquecido com matéria orgânica, regado regularmente e bem drenado.

Manutenção e curiosidades: Aprecia o frio e é resistente a geadas. Não é comestível, por apresentar folhas muito duras. Utilizada como planta ornamental, necessita de ser trocada em intervalos bienais ou anuais, pois perde a beleza com o tempo.

3- Gardenia jasminoides Ellis (gardénia-comum)

Arbusto originário da China e Japão. Caracteriza-se pela folhagem densa, perene e de cor verde-escura brilhante. Com época de floração de agosto a fevereiro, as flores são brancas e muito aromáticas. Pode ter porte arbustivo ou arbóreo.

Família: Rubiaceae.

Altura: 1 a 3 metros.

Propagação: Por estaca.

Época de plantação: Qualquer altura do ano.

Condições de cultivo: Espécie exigente e que precisa de cuidados especiais, tais como solos ácidos, muita água e luz, temperaturas frescas e humidade.

Manutenção e curiosidades: Precisa de rega abundante. Deixar o solo secar entre as regas, pois, se a terra estiver constantemente húmida, as raízes podem morrer, tal como a planta, consequentemente. Deve aplicar-se um fertilizante para plantas acidófilas enquanto a planta estiver a crescer; deve parar de utilizar-se quando a planta entra em dormência, no outono. Deve podar quando estiver em período de repouso, remover folhas velhas e mortas, para incentivar o desabrochar das flores quando a estação de crescimento começar. A gardénia é das flores mais perfumadas que se pode cultivar.

4- Prunus dulcis (Mill.) D.A.Webb (amendoeira)

Árvore de folha caduca, originária do Norte de África e Oeste Asiático. Caracteriza-se pelo ritidoma de cor escura e fendido. As folhas são oblongo-lanceoladas e a dimensão varia entre os 4 e os 12 cm. É a primeira das árvores de fruto a florir. Nos meses de fevereiro e março, esta espécie brota da sua latência invernal, vestindo-se de branco e rosa. As flores, solitárias ou geminadas, despontam antes das folhas, dando lugar a uma paisagem muito própria. O seu fruto é a amêndoa.

Família: Rosaceae.

Altura: Até 8 metros.

Propagação: Sementes, alporquia e enxertia.

Época de plantação: Primavera ou outono.

Condições de cultivo: Boa exposição solar, solos bem drenados, de preferência calcários.

Manutenção e curiosidades: Espécie resistente, tolera altas temperaturas no verão e geadas do inverno, é sensível às geadas tardias na primavera. Apesar de ser a primeira árvore de fruto a dar flor, é a última a dar fruto, as amêndoas são colhidas em setembro.

Fotos: Thinkstock

Gostou deste artigo? Subscreva o nosso canal no Youtube e siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest.

Com Ana Luísa Soares

Poderá Também Gostar