Jardim

Árvores de fruto no jardim

Tradicionalmente associadas a hortas ou pomares, as árvores de fruto são cada vez mais utilizadas nos jardins para corresponder às mais variadas inspirações.

Nos jardins orientais, é tradicional o recurso a Prunus, principalmente amendoeiras e cerejeiras que, na floração, criam manchas exuberantes cor-de-rosa e brancas, provenientes das suas flores delicadas.

Prunus

A beleza única dos Prunus

Estas árvores da da família Rosaceae, podem ser caducos ou de folhas perenes, arbóreos ou arbustivos e incluem ameixas, cerejas, pêssegos, nectarinas, damascos e amêndoas.

Consoante a estação do ano, esta espécie trará uma cor intensa ao seu jardim, seja pela flor ou pela sua folhagem, que pode atingir tonalidades rubras.

Podem ser utilizados como elemento único, em vaso, em grupo para intensificar o efeito ou mesmo usados como sebe alta.

Outras árvores e arbustos da família das Rosaceae incluem macieiras, pereiras, romãzeiras, marmeleiros, entre outras.

O aroma dos citrinos

Extremamente aromáticos, os Citrus (citrinos) incluem diversas espécies (laranjeira, tangerineira, limoeiro, toranjeira e outros), usadas predominantemente para a produção de frutos, mas também com grande interesse como plantas ornamentais.

Limões em vaso

Oriundos do continente asiático (China e Índia) os citrinos adaptaram-se bem em muitas zonas do mundo, especialmente no nosso clima.

Utilizando num vaso ou como elemento singular no nosso jardim, estas árvores ou arbustos de fruto, são perenes e algumas espécies poderão apresentar fruto durante todo o ano.

Sebes e trepadeiras comestíveis

Podem também ser utilizados alguns arbustos de fruto como sebe, podendo retirar destes, por exemplo, amoras, abrunhos-bravos, avelãs, entre vários outros.

Normalmente os arbustos de bagas têm um rápido crescimento e são bastante resistentes às doenças e intempéries.

Algumas espécies podem ser utilizadas como trepadeiras, como a framboeseira ou o maracujá (Passiflora), podendo inclusive ser utilizadas tanto como trepadeiras ou como sebes defensivas, como as silvas, que produzem as amoras silvestres.

Pereiras em espaldeira

As árvores em espaldeira ou em palmeta

Outra utilização ainda pouco praticada nos jardins portugueses é a arte do “espalier”, espaldeira ou palmeta, técnica que consiste na orientação das árvores ou trepadeiras, em geral sobre uma parede ou treliça, de forma a formarem desenhos geométricos simétricos, podendo esta técnica ser praticada com árvores de fruto.

Para além da beleza que conferem ao jardim, as árvores de fruto ainda têm a vantagem de fornecer alimento. Pode assim terminar as suas refeições, colhendo uma sobremesa saudável, diretamente da árvore.

Macieiras em espaldeira

Curiosidade

Quase todas as árvores de fruto podem, portanto, ser parte integrante do nosso jardim, seja este uma varanda ou um espaço com grandes dimensões.

No caso de querer ter uma árvore de fruto em vaso, considere que a dimensão deste deverá ser a suficiente para que a árvore cresça saudável.

Algumas árvores de fruto que permitem este suporte são as romãzeiras, vários Citrus como os limoeiros, tangerineiras e outros.

Gostou deste artigo?
Então leia a nossa Revista, subscreva o canal da Jardins no Youtube, e siga-nos no Facebook, Instagram e Pinterest.


Poderá Também Gostar