Jardins

Jardim seco: como fazer

Euphorbia dendroides no verão

Saiba como pode diminuir a manutenção e o consumo de água, transformando o seu jardim num espaço mais sustentável.

Um jardim seco é um jardim que raramente ou mesmo nunca se rega, para tal deve ter-se o cuidado de escolher plantas adaptadas a verões secos, característicos das regiões do Mediterrâneo.

Porquê criar um jardim seco

A principal razão é a falta de água, que é um recurso natural precioso e que provavelmente vai escassear cada vez mais (e tornar-se mais caro); sabemos que as mudanças do clima estão a tornar partes do nosso planeta mais quentes e secas no verão. Mais outra razão: um jardim seco faz parte do ambiente natural mediterrâneo e tem um aspeto bonito ao longo do todo o ano.

Plantas que se dão bem num jardim seco

Há um grande número de plantas que resiste sem água, quer sejam árvores, arbustos, trepadeiras, plantas aromáticas, bolbos, herbáceas anuais e perenes. Há milhares de plantas autóctones das muitas regiões de clima mediterrânico, bem como de outras regiões também muito secas, bem adaptadas às condições de calor e falta de água no verão.

Deve ter atenção que há plantas tolerantes à seca que o são também às geadas e outras que não o são. Se na sua região há geadas, deve escolher as mais resistentes.

Como sobrevivem as plantas mediterrâneas sem água no verão?

Terminada a floração, os bolbos e as flores anuais de primavera vão desaparecer debaixo da terra ou produzir sementes e morrer a seguir, quando o calor do verão começa a aumentar. As plantas mediterrâneas resistem ao calor porque a altura de crescer delas é no outono, inverno e na primavera, quando normalmente chove.

No verão, deixam de crescer. Muitas plantas têm folhas coriáceas, lustrosas, cobertas de pelo que podem ser de cor cinza-prateada, que minimizam a evaporação das folhas.

A variedade de  forma, cor e textura da folhagem significa que muitas plantas mediterrâneas têm interesse ornamental mesmo quando não estão em flor.

Phlomis purpurea

Como fazer a rega

Algumas plantas de clima seco podem rapidamente murchar e morrer se regadas no verão. Outras vão viver menos anos do que uma planta que não é regada. Há algumas que sobrevivem em boas condições mesmo quando são regadas.

Uma vez estabelecidas, muitas plantas de clima seco não precisam de nenhuma água no verão. Outras vão crescer melhor se forem bem regadas mas poucas vezes, por exemplo, uma vez por mês.

É importante notar que, durante o primeiro ano e, em alguns casos até ao segundo verão após a plantação, como as plantas não estão com as raízes bem desenvolvidas, vão precisar de ser regadas profundamente uma vez em cada duas ou três semanas.

Ceanothus concha

Regar profundamente poucas vezes

Esta é a forma correta de regar as plantas de clima mediterrânico. Fornecer-lhes muita água poucas vezes traz muito mais vantagens do que pouca água muitas vezes.

A principal razão é que plantas frequentemente regadas com pouca água criam raízes perto da superfície do solo, enquanto as que são regadas poucas vezes mas com abundância de água penetram o solo na profundidade, fazendo com que as plantas criem raízes profundas.

Flores de alcaparras

Assim, são capazes de resistir melhor à época seca. Uma boa maneira de regar em profundidade é fazer uma caldeira cerca de 20 cm de profundidade, à volta da planta (ou grupo de plantas). A seguir enche-se completamente a caldeira com água e depois deixa-se a água ser lentamente absorvida pela terra.

Plantas caducifólias no verão: sem folhas mas ainda vivas

Algumas plantas mediterrâneas entram no verão num estado dormente e perdem todas as folhas enquanto não irrigadas (exemplos deste fenómeno são a luzerna-arbórea (Medicago arborea) e o sargaço-branco (Teucrium fruticans) e alguns euphorbias (Euphorbia dendroides).

Apesar de poder parecer que morreram, estão vivas e, assim que começarem as primeiras chuvas do outono, as folhas novas vão começar a crescer.

Mulch orgânico

Dicas úteis:

  • Plantar no outono

Assim as plantas novas podem beneficiar das chuvas do inverno durante a sua primeira época de crescimento.

  • Comprar plantas em bom estado fitossanitário

Quando comprar plantas, escolha plantas pequenas e robustas da espécie que pretende plantar, em vez de sucumbir à tentação de comprar plantas já grandes e em plena floração. Verifique os sistemas radiculares e vire a planta para fora do vaso para verificar se as raízes estão em bom estado. As plantas compradas pequenas vão estabelecer-se melhor e mais depressa e vão, em poucos anos, alcançar maiores dimensões do que as plantas grandes.

Veja o vídeo: Plantas Xerófitas, para poupar água no jardim

  • Drenagem

Plantas de um clima seco detestam ter “os pés” sempre molhados no inverno. Por isso, é preciso fornecer-lhes um solo com boa drenagem. Para garantir que o solo não está pesado e denso, misture-o com uma boa quantidade de areia grossa e/ou cascalho.

  • Não deixe a água evaporar da superfície do solo

  1. Para impedir que a humidade da superfície evapore, cubra o solo com uma camada espessa (o mínimo 10 cm) de mulch orgânico ou inorgânico, terra vegetal e/ou pedrinhas.
  2. Mulch inorgânico: Pode ser cascalho ou brita, que tem a vantagem de ter já drenagem adequada, e é por isso aconcelhável para plantas que não toleram muita água no inverno. Muitas das plantas originárias dos solos pedregosos das encostas do Mediterrâneo estão habituadas a solos deste tipo.
  3. Mulch orgânico: Também pode optar por colocar uma camada de 10 cm, pelo menos, de estilha de madeira, folhas moídas, casca de pinheiro, etc.

Consulte o site da ASSOCIAÇÃO DE PLANTAS E JARDINS EM CLIMAS MEDITERRÂNICOS: www.mediterraneangardeningportugal.org

Fotografia: Rosie Peddle

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar