Tarefas da Semana

Tarefas da semana: 28 de junho a 4 de julho

A primeira semana de julho vem com temperaturas amenas, ideais para estar no jardim, na varanda ou na horta a jardinar e a cultivar.

Mais uma vez tempos de dar muita atenção às regas pois as temperaturas altas e o vento, que se faz sentir em muitas zonas, seca muito a terra. Em vaso os cuidados com a rega devem ser ainda maiores.

Tenha também muita atenção à suas plantas de interior que podem necessitar de rega ou humidade adicional.

Nos dias 28, 29 e 30 pode semear ou plantar os seus frutos 

Agora que está mais calor, os legumes frescos ainda sabem melhor, a beterraba cozida em saladas ou assada no forno é uma delicia, porque não semear na sua horta, ou mesmo em vaso?

Beterraba

Condições de cultivo

Gosta de solos ricos em matéria orgânica. Pode ser colhida ao longo do outono e inverno.

Como semear e plantar

Pode semear em tabuleiros ou local definitivo. Quando transplanta deve deixar uma distância de 10-15 cm entre plantas. 

Cuidados de manutenção

Necessitam regas regulares pra não ficarem muito duras e com fendilhamento

Propriedades medicinais e benefícios da beterraba

Tem um sabor adocicado com travo a terra (que é atenuado quando assada), tem muitas propriedades nutritivas e medicinais. Pode ser consumida fresca, cozida, assada ou grelhada.

Os sumos são utilizados para desintoxicar e purificar o organismo e para dietas de emagrecimento.

É pouco calórica, rica em antioxidantes como os carotenoides e flavonoides, rica em minerais como o zinco, magnésio, fósforo, potássio e ferro. É uma fonte natural de vitamina A,B e C.

Tem propriedades anti-inflamatórias, diuréticas, digestivas, desintoxicantes e purificadoras do sangue. Fortalece o sistema imunitário, estimula a produção de glóbulos vermelhos. Aumenta a concentração e a oxigenação do cérebro. 

Diminui o risco de doenças cardiovasculares, previne problemas de fígado e baço. Estimula o crescimento do cabelo.

No dia 1 pode semear ou plantar as suas flores

Sálvia

Salvia microphylla.

Do latim salvare, o nome sálvia alude às propriedades medicinais desta planta. É pouco exigente e muito generosa. Cultiva-se pelo valor ornamental e aromático das folhas ovais e das flores tubulares.

Tem floração quase todo o ano intensificando-se na primavera e verão. As flores têm um aroma doce e agradável que atraem muitos pássaros e insetos polinizadores.

Tem um crescimento rápido e á uma planta resistente.

Propriedades:

A infusão das suas folhas e flores é anti inflamatória e ajuda a combater a tosse e a febre.

Condições de cultivo

Gosta de zonas com muito sol, não tolera o frio extremo nem as geadas. Gosta de solos bem drenados e ricos em matéria orgânica, de preferência arenosos.

Resulta muito bem em bordaduras floridas combinada com as alfazemas, gauras e alecrins.

Manutenção

Dever ser fertilizada no inicio da primavera. Deve ser podada no final do inverno para manter a forma, garantir o arejamento e a floração na estação seguinte.

É tolerante à secura mas é conveniente regar nas épocas de maior calor.

Nos dias 2 e 3 pode semear ou plantar as suas folhas

Escarola

Escarola.

Uma planta fácil de cultivar e que é da família das endívias e da chicória. Poderá ser um complemento muito agradável para as suas saladas. Tem as folhas frisadas e um travo amargo mas agradável.

Condições de cultivo

Gosta de temperaturas baixas, daí ser uma cultura boa para o outono e inverno

Como semear e plantar

Pode semear em tabuleiros ao ar livre e faça o transplante quando a planta tem aproximadamente 7 a 10 cm de altura e de raiz. Deixe um espaçamento de 20 cm entre cada planta e enterre-a até às primeiras folhas.

Necessita de regas regulares até ao enraizamento completo. Não regue nas horas de maior calor. São muito suscetíveis aos ataques de lesmas e caracóis.

Propriedades da escarola

Baixa em calorias e muito rica em fibras, ferro, magnésio e cálcio.

Rica em pré-bióticos como a inulina e oligofrutose, o que contribui para um bom funcionamento intestinal.

No dia 4 pode semear ou plantar os seus frutos 

Lima

As limas são citrinos muito utilizadas em bebidas, cocktails e vários pratos tropicais e asiáticos, são fáceis de cultivar no jardim ou mesmo em vasos desde que tenham bastante calor e sol direto.

A lima foi trazida para a Europa, pelos árabes, recebidas da India através da Pérsia, Palestina e Egipto.

Na viagem às Índias, Cristóvão Colombo transportava nos seus barcos, limas ácidas para alimentação dos marinheiros. A maioria dos citrinos, incluindo as limas, foram introduzidos no Brasil pelos portugueses.

É uma pequena árvore que não ultrapassa os 4-5 m de altura e tem uma copa densa.

Condições de cultivo:

Adapta-se a quase todos os tipos de solo, incluindo os alcalinos (Embora o pH ideal seja entre 6-7) mas prefere os de textura arenosa, silico-argiloso com boas quantidades de húmus ou franco-arenosos, profundos e bem drenados.

Gosta de temperaturas entre os 25-30 ºC mas não aguenta temperaturas muito baixas (morre abaixo dos – 5 ºC), precisa de muitas horas de sol e calor para se desenvolver.

Cuidados de manutenção

Quando a plantar deixe um compasso de plantação de 4 x 5,5 m. Necessita de regas regulares nos períodos mais quentes do ano e de podas de limpeza no final do inverno.

Deve ser fertilizada no outono com estrume (cavalo, frango ou caprinos), farinha de ossos, composto e terra vegetal e alguma cinza de madeira.

Pode-se aplicar adubo líquido para citrinos pelo menos uma vez por mês na primavera e verão.

Propriedades e benefícios da lima

É um fruto muito rico em acido cítrico, vitamina C, B9, A, E, tem grandes quantidades de bioflavonoides sendo o citrino mais acido de todos.

Contém potássio, cálcio e fosforo.

Gostou deste artigo?
Então leia a nossa Revista, subscreva o canal da Jardins no Youtube, e siga-nos no Facebook, Instagram e Pinterest.


Poderá Também Gostar